Publicado 22 de Março de 2015 - 21h44

Por Sheila Roseli Vieira Leite

No setor gastronômico do Mercado Mundo Mix, que foi além de uma praça de alimentação, houve 38 operações de várias culinárias no Food Park Mundo Mix

Carlos Sousa Ramos/ AAN

No setor gastronômico do Mercado Mundo Mix, que foi além de uma praça de alimentação, houve 38 operações de várias culinárias no Food Park Mundo Mix

Sucesso de público em Campinas, o Mercado Mundo Mix (MMM) agitou o final de semana da cidade com um mix de atrações na Estação Cultura, das 10h às 21h , com entrada e estacionamento gratuitos. A feira, famosa por lançar no mercado marcas criativas - como Cavalera, Chilli Beans, Alexandre Herchcovitch - voltou à cidade em uma edição comemorativa dos 21 anos do evento. Um público recorde de mais de 40 mil pessoas transitou pelo local nos dois dias do evento e superou a previsão inicial de 25 mil visitantes.

 

Diante do sucesso e da receptividade do público de Campinas e de diversas cidades da Região Metropolitana de Campinas (RMC), o idealizador do MMM, Beto Lago, em conjunto com a Secretaria Municipal de Cultura, anunciou mais duas edições do evento para agosto e novembro. No roteiro do MMM constam cidades como Rio de Janeiro (RJ), Curitiba (PR), Santos (SP) e edições mensais em São Paulo.

Aproximadamente 200 marcas de produtos variados - a chamada economia criativa - boa parte de Campinas, mostram as criações de designer da cidade. “Aqui mostra como é a cara de Campinas. Vai além do artesanato. A economia criativa é arquitetura, designer. É tudo que você pode mudar com sua criatividade”, pontua Lago.

 

No setor gastronômico, que foi além de uma praça de alimentação, 38 operações de várias culinárias no Food Park Mundo Mix, com pratos de chefs de R$ 7,00 a R$ 20,00 e três opções de comidinhas de boteco no projeto Boteco da Estação, formaram uma agradável e atrativa miscelânea cultural e de entretenimento para toda a família. Serviços como pintura de unhas, barbearia, dreads e até tatuagens também foram oferecidos ao público. Atrações para todos os gostos e bolsos. No palco, a programação com DJs de Campinas animou o evento. 

 

Feliz com o resultado da fusão Boteco da Estação e MMM durante o evento, a diretora da Estação, Maria Cecília Pires de Campos, acha importante juntar várias “linguagens” de eventos no mesmo espaço para ter uma boa ocupação.

 

A analista de sistemas Valquíria Canoli, 39 anos, não resistiu e comprou vários lenços a R$ 20,00 cada. "Uma amiga minha de uma rede social falou sobre o evento. Vim conhecer e tô achando cada coisa linda", elogia a visitante. Quem procurou camisetas com ilustrações únicas, achou na barraca da Simbiosi, empresa de coletivo de ilustração, boas opções. "Temos contrato de direito de uso da imagem de 18 ilustradores de diversas regiões do país. Trouxemos 350 peças e esperamos vender 150", disse Fabrício Torres, um dos sócios da empresa. Seu irmão e ilustrador Fabiano Torres, achou o movimento da edição de Campinas do MMM dentro do esperado.

Escrito por:

Sheila Roseli Vieira Leite