Publicado 01 de Março de 2015 - 19h05

A cantora islandesa Bjork se negou a disponibilizar seu último álbum, Vulnicura, nos portais de música online por uma questão de “respeito” — um fato inusitado para uma indústria cada vez mais dependente deste tipo de divulgação. Em janeiro, Björk lançou de surpresa a versão digital de Vulnicura, produção exuberante e emocionalmente intensa sobre o término de seu relacionamento com o artista Matthew Barney, depois que o disco vazou na internet. Mas a islandesa disse não tem planos de colocar Vulnicura, que originalmente deveria ser lançado em março, em sites de streaming como Spotify ou Deezer. Segundo a cantora, parece uma “loucura” o fato de “trabalhar em algo por dois ou três anos e depois, ‘tá aqui, de graça’”. “Não se trata de dinheiro, mas de respeito, entende? Respeito pela arte e a quantidade de trabalho que colocamos nela”, disse, em entrevista à revista Fast Company. A estrela do pop Taylor Swift também critica sites como Spotify e retirou todas as suas músicas do catálogo musical online por considerar que é “injusto” com os artistas. Apesar da postura da islandesa, a vasta maioria de sua discografia como cantora solo e com sua banda The Sugarcubes está disponível no Spotify e na Google Play. (Da Agência France Press)