Publicado 27 de Março de 2015 - 5h30

A Associação para o Desenvolvimento dos Autistas de Campinas (Adacamp) — instituição beneficente mantida por voluntários há 25 anos — promove neste domingo, dia 29, um evento de gastronomia solidária, que tem o objetivo de levantar recursos que serão investidos na manutenção dos serviços prestados. Serão 27 tendas de alimentação e seis food trucks espalhados pela sede da entidade, no Parque Itália. À frente do projeto estão os chefs Luciano Antonello e Carlos Louredo, antigos colaboradores da casa.

A ideia é oferecer opções variadas de refeição para toda a família: massas, carnes, sorvetes, pratos regionais e internacionais, doces, lanches... Cada tenda será administrada por um cozinheiro, representante de bar ou restaurante da cidade. O ingresso no espaço é gratuito. Cada prato vai custar entre R$ 15,00 e R$ 30,00. E o dinheiro arrecadado vai para o caixa da entidade. Os portões se abrem às 11h.

Tradição

A Adacamp, desde sua fundação, presta auxílio gratuito a autistas. E o apoio dos grandes cozinheiros à causa não é nenhuma novidade. Luciano Antonello, um dos organizadores do almoço de domingo, é diretor voluntário da entidade e idealizador de um outro evento já bastante conhecido, o Chefs pela Solidariedade. Profissionais renomados se oferecem para organizar jantares refinados, ocasionalmente. Não cobram nada e ainda levam para o salão equipamentos e funcionários de apoio. Na onda do food truck, que faz o maior sucesso entre os jovens, agora a entidade pretende reunir um público mais despojado, com faixas etárias variadas.

A entidade

A Associação para o Desenvolvimento dos Autistas em Campinas (Adacamp) foi fundada em maio de 1989. Na época, um grupo de pais de crianças autistas conseguiu a doação de um terreno de 5 mil metros quadrados, no Parque Itália. A gleba pertencia ao Município. Filantrópica, a instituição passou a oferecer tratamento especializado e gratuito a pacientes de toda a região. Na inauguração, a entidade funcionava em salas improvisadas com madeira, que chegaram a ser destruídas por um incêndio em 1997. A reinauguração da Adacamp aconteceu no dia 25 de abril do ano seguinte, mas o atendimento não foi interrompido um dia sequer. As crianças eram acolhidas em uma chácara. Empresários e colaboradores anônimos assumiram os custos da construção e da compra de equipamentos. Até hoje, as dependências são adaptadas com recursos doados ou arrecadados em eventos. A associação também conta com verbas previstas em emendas parlamentares apresentadas por deputados da região. Todos os diretores são voluntários.