Publicado 26 de Março de 2015 - 5h30

O Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Campinas (STMC) denunciou ontem as condições precárias da merenda escolar entregue a cerca de 550 alunos da Fundação Municipal para Educação Comunitária (Fumec), no Núcleo de Ação Educativa Descentralizada (Naed) Sudoeste. Segundo a entidade, foi encontrada na unidade cozinha imprópria, geladeira quebrada e os alimentos estavam armazenados junto com o material escolar.

De acordo com o sindicato, a merenda é colocada em caixas sem refrigeração e transportada em condições precárias no bagageiro de um Corsa Classic. Os lanches preparados não são embalados individualmente, o que, segundo ressaltou o sindicato, pode favorecer a contaminação no momento em que são servidos. O STMC também criticou a falta de variação no cardápio. A Secretaria de Educação informou ontem que cada regional da Fumec possui uma cozinha, mas as cozinheiras, o cardápio e os alimentos são de responsabilidade das Centrais de Abastecimento de Campinas (Ceasa).

O Executivo informou que todo o processo para a entrega da merenda está dentro da regularidade, assim como a produção. (Da Agência Anhanguera)