Publicado 26 de Março de 2015 - 5h30

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) foi cauteloso ao comentar a demora na regulamentação do novo indexador que diminuiu as dívidas de estados e municípios. Questionado se seguirá o exemplo da Prefeitura do Rio de Janeiro e entrará na Justiça para conseguir a nova taxa, ele colocou panos quentes na questão. “Medida judicial por enquanto não. Vamos aguardar, né. A lei foi aprovada no ano passado. Não vejo nenhuma razão para tomar agora uma medida judicial”.