Publicado 25 de Março de 2015 - 5h30

A Polícia Civil desmontou ontem uma fábrica clandestina de bacon que funcionava há um ano e meio em um imóvel alugado do Jardim Icaraí, em Santa Bárbara d’Oeste. Segundo os investigadores do 1 Distrito Policial, quatro funcionários trabalhavam no momento da abordagem, por volta das 10h30. O responsável, José Anicleto de Jesus, de 46 anos, foi preso.

O local foi descoberto após denúncia. Segundo o apurado, a fábrica vinha abastecendo lanchonetes, restaurantes e casas de frios, comercializando em torno de três toneladas por semana. A polícia apreendeu cerca de 2,5 toneladas de pedaços de porco e bacon, equipamentos e etiquetas com nomes de duas marcas a serem investigadas, um notebook e recibos.

A Secretaria Municipal de

Saúde afirmou que a Vigilância Sanitária foi acionada e constatou manipulação e produção sem controle de qualidade e em condições de higiene impróprias.

A Prefeitura ressaltou que os produtos foram inutilizados.

A reportagem observou no local câmara fria e defumador improvisados, armazenamento de peças de carne em tambores cobertos apenas por plástico solto em área parcialmente aberta e equipamentos visivelmente sem higiene. (Jaqueline Harumi/AAN)