Publicado 02 de Março de 2015 - 5h30

A Câmara de Campinas vota hoje o projeto da Mesa Diretora que acaba com a hora extra dos servidores e cria um banco de horas. Havia uma preocupação no ano passado, do então presidente Campos Filho (DEM), em relação às despesas que os funcionários contratados via concurso público gerariam com essas horas extras. O democrata chegou até a reduzir o expediente da Casa nos meses de recesso para não ampliar os gastos com esses pagamentos.