Publicado 26 de Março de 2015 - 5h30

GUARANI

Neneca; Raoni, Cris, Preto Costa e Bruno Pacheco; Thiago Carpini (Rafael Caldeira – 40'/2), Cambará, Malaquias, Thiago Cristian (Vítor Hugo – 15'/2) e Fernandinho (João Víttor – 40'/2); Nunes. Técnico: Marcelo Veiga.

Disposição da equipe é exaltada por Marcelo Veiga

Não foi um belo jogo. Longe disso. Mas quando a necessidade de vitória fala mais alto, o resultado fica acima de qualquer atuação. E foi assim que os jogadores e o técnico Marcelo Veiga analisaram o triunfo do Guarani sobre o Atlético Sorocaba ontem. Se não foi o desempenho que o time pode apresentar, a disposição mostrada para assegurar os três pontos foi exaltada, principalmente porque representou a volta do Bugre aos G4 da Série A2 do Campeonato Paulista.

“Tenho dito desde o começo da competição o quanto seria difícil e não tem sido diferente. Mas nos deram a oportunidade de entrar de novo no G4 e agora espero que possamos permanecer. A briga pelas quatro vagas está diminuindo e o Guarani está nela. Vamos fazer de tudo para nos mantermos aqui”, disse o treinador, que elogiou o papel da torcida durante a partida. “Temos que parabenizar os torcedores, eles foram fora de série. Conseguiram fazer no segundo tempo a diferença que a gente não fez em campo.”

Os atletas comemoraram muito o resultado, que devolve um pouco da tranquilidade. “Foi um jogo pra gente deslanchar. Difícil, mas com vontade e determinação conseguimos garantir essa vitória, que é muito importante”, observou o zagueiro Cris. Já o atacante Nunes lembrou da sorte, que ajudou o time ontem, já que os concorrentes diretos tropeçaram. “Nós estamos mostrando que a sorte está do nosso lado. Temos que agarrar ela e aproveitar. Os resultados estão ajudando e é hora de sabermos aproveitar de vez”, sentenciou o artilheiro, que ontem passou em branco. (CR/AAN)