Publicado 23 de Março de 2015 - 5h30

Se um gol de bicicleta já é algo raro de se ver, o autor sendo um zagueiro parece algo quase impossível. Foi justamente o que aconteceu e graças a esse diferente lance protagonizado por Vitor Hugo, o Palmeiras derrotou o São Bernardo por 1 a 0, ontem, no estádio Primeiro de Maio, em São Bernardo do Campo, pela 11 rodada, e garantiu mais uma vitória no Campeonato Paulista — lidera o Grupo C com 24 pontos — e a confiança renovada para o clássico contra o São Paulo nesta quarta-feira.

O gol, aliás, foi o grande momento da partida, que teve poucos lances empolgantes. O primeiro tempo foi marcado pelo equilíbrio e poucas chances de gol. O São Bernardo, que está na zona de rebaixamento, armou uma linha com três volantes que praticamente impediu o Palmeiras de criar boas jogadas. Robinho foi quem mais sentiu a boa marcação e quase não tocou na bola.

Sem muita opção, restou ao time do técnico Oswaldo de Oliveira cair pelas pontas e tentar surpreender com cruzamentos para a área. Rafael Marques chegou a ter uma boa chance de cabeça e mandou para fora.

Com o passar do tempo, o time alviverde conseguiu equilibrar o jogo e passou a ter mais a bola em seu campo de ataque. O problema, então, passou a ser conseguir chegar ao gol do São Bernardo, ainda mais com a organização tática bastante confusa, onde só ficava claro que Rafael Marques caia pela esquerda, Dudu na direita e Cristaldo ficava mais à frente, centralizado.

No segundo tempo, a partida teve reinício de forma bem parecida. O Palmeiras continuou no ataque, de forma desorganizada, e era preciso algo diferente para mudar o cenário da partida. E aconteceu aos 9’. Após cobrança de escanteio, Rafael Marques desviou de cabeça, Daniel defendeu e, no rebote, Vitor Hugo acertou uma linda bicicleta e abriu o placar em grande estilo.

Como esperado, o gol mudou o ritmo da partida, pelo menos por alguns minutos. Aqueles dois times sonolentos saíram de campo e entraram adversários dispostos a lutar pelo resultado. O Palmeiras passou a ter mais organização do meio para frente e o São Bernardo partiu com tudo para o ataque, deixando o jogo aberto.

A empolgação em chegar ao gol, entretanto, fez com que os erros de passes aumentassem ainda mais, o que evitou chances claras de gol para os dois lados. Com o passar do tempo, as duas equipes diminuíram o ímpeto e o Palmeiras, com tranquilidade, apenas administrou a vitória sem tomar sustos. (Da Agência Estado)

SÃO BERNARDO

Daniel; Rafael Cruz, Diego Jussani, Luciano Castán e Vicente (Jean Carlos); Dudu (Vanger), Moradei, Marino e Cañete; Magal e Maiko. Técnico: Roberto Fonseca.