Publicado 01 de Março de 2015 - 5h30

Tite, mais uma vez, vai poupar vários titulares no Campeonato Paulista por causa da Libertadores. Hoje, às 16h, contra o Mogi Mirim, no Itaquerão, no entanto, o torcedor vai ver o Corinthians com um poder de fogo pesado no ataque. Entre os titulares estarão nada menos do que quatro atacantes: Mendoza, Malcom, Vagner Love e Paolo Guerrero.

O esquema 4-1-4-1 que o treinador vem utilizando desde o início da temporada está mantido. Mendoza atuará improvisado na lateral esquerda porque Fábio Santos está se recuperando de uma cirurgia no joelho direito e Uendel, que atuou nas duas últimas partidas, será poupado para o jogo de quarta-feira contra o San Lorenzo em Buenos Aires pela Libertadores. Como o garoto Guilherme Arana, campeão da Copa São Paulo, não está inscrito no Estadual, Tite se viu obrigado a escalar o colombiano no setor.

Malcom jogará pela esquerda e terá de ajudar Mendoza na marcação, enquanto Vágner Love ficará mais pela direita. Guerrero jogará centralizado, entre os zagueiros, como referência da equipe.

O trio, no entanto, tem liberdade para mudar de posição a fim de confundir a marcação, e será abastecido por Jadson. O meia retorna à equipe depois de recusar proposta do Jiangsu Sainty, da China, e dizer à diretoria que vai cumprir o seu contrato até o fim, em 31 de dezembro. O camisa 10 não enfrentou Ituano e Linense nas últimas rodadas do Paulistão.

A grande expectativa está em torno do rendimento de Vagner Love e Guerrero. Será a primeira vez que ambos começarão uma partida juntos. "O calendário do Brasil tem muitos jogos. Se você tem um elenco bom e pode fazer um rodízio, é importante. O bom é que o time está dando a resposta que o treinador pede nos jogos", disse Love, que ainda não fez gol pelo Corinthians.

O atacante jogou ao lado de Guerrero apenas 20 minutos, na vitória por 2 a 1 contra o Botafogo, pela quinta rodada do Estadual. Love saiu da reserva aos 28 minutos do segundo tempo para substituir Luciano e teve uma chance de marcar, bem defendida pelo goleiro. Guerrero sofreu, nos acréscimos, o pênalti que deu origem ao gol que garantiu a vitória alvinegra.

"É bom jogar em mais de uma posição. Você tem mais oportunidades de jogar. Se eu jogar junto com o Guerrero, pode dar certo", disse Love.

Neste domingo os dois não terão apenas a missão de fazer gols. Ambos vão se revezar na marcação a um dos volantes do Mogi Mirim O objetivo de Tite é pressionar a saída de bola do adversário para dificultar a criação das jogadas.

Love é um dos poucos que ainda não balançou a rede pelo Timão, que tem 21 gols na temporada somando os amistosos. (AE)

Treinador faz mistério sobre a escalação de hoje

O Mogi Mirim está invicto e tem a melhor campanha entre os times do Interior no Campeonato Paulista — quatro vitórias e dois empates em seis jogos. Para o jogo de hoje o time terá três mudanças. O volante Hygor está suspenso e o técnico Claudinho Batista faz mistério. Ele testou quatro jogadores na vaga: Everton Heleno, Romarinho, Franco e Vitinho. Os três primeiros são volantes, mas com características diferentes. Everton Heleno e Romarinho saem mais para o jogo, enquanto Franco é opção para reforçar a marcação. Já Vitinho, meia de origem, desempenharia uma função mais avançada.

Por ser um confronto na casa do adversário, a tendência é que o esquema seja mais defensivo e aí Franco tem um leve favoritismo nesta briga.

Contudo, o treinador manteve o mistério em sua entrevista pré-jogo.

“Uma pitadinha de mistério faz parte de uma estratégia para uma partida importante como esta. Quem entrar tenho certeza que vai dar conta do recado”, afirmou o técnico Claudinho Batista.

No gol, Daniel, recuperado de dores musculares, volta à equipe. E o lateral-esquerdo Leonardo, que cumpriu suspensão na última rodada, retorna no lugar de Luan.

O Sapão não vence o Corinthians há 10 anos. O último triunfo foi no dia 19 de janeiro de 2005, data em que Carlitos Tévez foi apresentado à torcida corintiana no estádio do Pacaembu. (AE)

CORINTHIANS

Cássio; Edilson, Yago, Edu Dracena e Mendoza; Petros, Cristian e Jadson;

Vágner Love, Malcom e Guerrero. Técnico: Tite.