Publicado 01 de Março de 2015 - 5h30

O Santos deve levar grande público ao Pacaembu, hoje às 18h30, para o confronto contra o Linense, pela 7 rodada do Campeonato Paulista. A expectativa é de que Robinho, depois de render abaixo de sua capacidade em algumas partidas, repita a atuação de domingo passado, na vitória por 3 a 1 diante da Portuguesa, quando marcou dois gols e deu o passe para o terceiro, de Cicinho, além de exibir todo o seu repertório de dribles e firulas.

Para os jogadores mais novos do Santos, Robinho é o exemplo a ser seguido do garoto que teve uma infância de extrema dificuldade e se tornou celebridade, rico e vencedor graças à bola. Robinho de domingo passado levou o torcedor à uma volta no tempo. Para a direção santista, o atacante é motivo de alegria e de preocupação.

Com ele, o time aumenta muito as possibilidades de voltar a ser campeão e de atrair um bom patrocínio master, depois de mais de dois anos jogando com a camisa sem nenhuma marca estampada, mas também a pressão se torna maior pela sua permanência no clube depois do término do empréstimo gratuito do Milan até 30 de junho.

Endividado, o Santos não terá como concorrer no mercado se o clube italiano mantiver a determinação de recuperar parte dos 22 milhões pagos ao Manchester City, da Inglaterra, na sua contratação. E se Robinho não ficar o baque será grande.

"Ele é a nossa principal referência técnica e tem alegria imensa de jogar Algumas pessoas podem não ter percebido, mas Robinho cresceu em muitos aspectos ultimamente, assumindo compromisso tático e usando inteligência para abrir espaços para os companheiros", disse o treinador Enderson Moreira. (AE)

SANTOS

Vanderlei; Cicinho, David Braz, Werley e Victor Ferraz; Valencia, Renato e

Lucas Lima; Geuvânio, Ricardo Oliveira e Robinho. Técnico: Enderson Moreira.