Publicado 26 de Março de 2015 - 5h00

Cena do filme 'Os Idiotas', obra de Lars Von Trier considerada libertária, forte e provocante

Divulgação

Cena do filme 'Os Idiotas', obra de Lars Von Trier considerada libertária, forte e provocante

Filmes e palestras sobre a produção cinematográfica dinamarquesa dos últimos 20 anos, desde as proposições do Dogma 95 até os cineastas autorais da contemporaneidade, chegam ao Sesc Campinas a partir desta quarta-feira (25) graças a uma parceria entre a instituição e a Embaixada da Dinamarca com o Instituto Cultural da Dinamarca. Portanto, até o dia 9 de abril, o especial 'Panorama do Cinema Dinamarquês Contemporâneo' vai oferecer ao público dez sessões sobre esse importante segmento do cinema mundial, totalizando nove longas-metragens e quatro curtas, em exibições que custam até R$ 12,00, além de palestras gratuitas com quatro especialistas, entre eles o roteirista e diretor dinamarquês Jens Dahl, coautor de 'O Atirador'.

 

“Nós estamos trabalhando neste projeto há pelo menos três anos, batalhando com o Sesc a possibilidade de apresentar filmes únicos. A gente queria fazer um panorama maior, mas a pedido do Sesc fizemos algo mais enxuto, limitado aos últimos 20 anos. O que deu muito certo, porque coincidiu com o Dogma 95”, explica uma das curadores, Luísa Berlitz.

 

O chamado Dogma 95, que completou duas décadas este mês, foi o manifesto lançado por Thomas Vinterberg e Lars Von Trier para a criação de um cinema mais realista e menos comercial. As regras foram apresentadas no Odéon - Théatre de L’Europe, em Paris, em 20 de março de 1995, onde von Trier foi chamado para celebrar o centenário do nascimento do Cinema. “É preciso ficar claro, entretanto, que existe a homenagem ao Dogma, mas queremos mostrar um pouco do cinema dinamarquês de forma geral, que não é só o Dogma. Queremos mostrar a cara do povo dinamarquês, suas ideias, convicções, o humor negro deles, que é muito forte. Então é um panorama completo das últimas duas décadas”, afirma Luísa.

 

A sessão de abertura exibe o filme 'Os Idiotas', obra de Lars Von Trier considerada libertária, forte e provocante pois leva ao extremo a estética de choque do cineasta. Jorge Coli, professor de História da Cultura da Unicamp, mediará a sessão do longa, marcada para às 19h. Os demais convidados da mostra são o jornalista Cássio Starling Carlos, que promove a palestra 'História do Cinema Dinamarquês', na sexta-feira (27), às 19h; a professora Kirsten Bonnén Rask, que falará sobre 'O Legado do Dogma 95' no sábado (28), às 14h; e, como dito, o roteirista Jens Dahl, responsável pela oficina 'A Essência do Cinema Dinamarquês', que será realizada no domingo (29), às 14h.

Opção

“O legal da parceria do Sesc com a Embaixada e o Instituto da Dinamarca é justamente conseguir trazer essas pessoas e ter acesso a um catálogo muito bacana do cinema dinamarquês. Por isso escolhemos as duas cidades de São Paulo, fora a Capital, que contam com um forte público de cinema, que são Campinas e Santos. Campinas tem cursos, tem a Unicamp, já esta acostumada com produções diferentes, em discutir temas relevantes. Nossa expectativa é altíssima na cidade”, completa a curadora.

AGENDE-SE

 

'Panorama do Cinema Dinamarquês Contemporâneo'

Quando: a partir desta quarta-feira (25) até 9 de abril

Onde: no Sesc Campinas (Rua Dom José I, 270/333 - Bonfim, fone: 3737-1500)

 

Quanto: de graça (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes com credencial plena); R$ 6 (aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor de escola pública com comprovante); e R$ 12 (público em geral)

PROGRAMAÇÃO DE FILMES

Quinta (26), às 19h30

 

'O Atirador' (Pusher. Dinamarca, 1996, 110 minutos. Policial. Direção: Nicolas Winding Refn. Com Kim Bodnia, Zlatko Buric e Laura Drasbæk). Classificação indicativa: 16 anos

 

Sábado (28), às 18h30

 

'Superclássico' (SuperClásico. Dinamarca, 2011, 99 minutos. Comédia. Direção: Ole Christian Madsen. Com Paprika Steen, Anders W. Berthelsen e Adriana Mascialino). Classificação indicativa: 14 anos

 

Domingo (29), às 18h30

 

'Entre o Bem e o Mal' (Adams æbler. Dinamarca, 2005, 94 minutos. Comédia/drama. Direção: Anders Thomas Jensen. Com Ulrich Thomsen, Mads Mikkelsen e Nicolas Bro). Classificação indicativa: 14 anos

 

31/3, às 19h30

 

'Lar Doce Lar' (Hjemve. Dinamarca, 2007, 97 minutos. Comédia. Direção: Lone Scherfig. Com Bodil Jørgensen, Ida Dwinger). Classificação indicativa: 12 anos

 

1/4, às 19h30

 

'Terrivelmente Feliz' (Frygtelig lykkelig. Dinamarca, 2008, 90 minutos. Drama. Direção: Henrik Ruben Genz. Com Jakob Cedergren, Lene Maria Christensen e Kim Bodnia). Classificação indicativa: 14 anos

 

2/4, às 19h30

 

'Uma Família' (En Familie. Dinamarca, 2010, 102 minutos. Drama. Direção: Pernille Fisher Christensen. Com Jesper Christensen, Anne Louise Hassing e Lene Maria Christensen). Classificação indicativa: 14 anos

 

7/4, às 19h30

 

'Submarino' (Dinamarca, 2010, 105 minutos. Drama. Direção: Thomas Vintenberg. Com Jakob Cedergren, Peter Plaugborg). Classificação indicativa: 16 anos.

 

8/4, às 19h30

 

'A Hora do Lince' (I Lossens Time. Dinamarca, 2013, 100 minutos. Drama. Direção: Søren Kragh-Jacobsen. Com Sofie Gråbøl, Søren Malling e Lia Boysen). Classificação indicativa: 16 anos

PROGRAMA DE CURTAS

 

4 9/4, às 19h30

 

Classificação indicativa: 12 anos.

— 'Noite de Eleição' (Valgaften. Dinamarca, 1999, 11 minutos. Direção: Anders Thomas Jensen. Com Ulrich Thomsen, Jens Jørn Spottag e John Martinus): vencedor do Oscar da categoria, o idealista Peter lembra de repente que não votou e vai pulando de táxi em táxi para conseguir chegar antes do fechamento das urnas.

 

— 'O Porco' (Grisen. Dinamarca, 2008, 23 minutos. Direção: Dorthe Warno Hogh. Com Jesper Asholt, Mette Agnete Horn e Farooq Khan): conta a história de Asbjørn, internado com suspeita de câncer, que desenvolve a certeza de que o quadro de um suíno pendurado no quarto é essencial para sua recuperação.

 

— 'Os Novos Inquilinos' (De nye lejere. Dinamarca, 2010, 20 minutos. Direção: Joachim Back. Com Vincent D’Onofrio, Kevin Corrigan, Liane Balaban): também vencedor do Oscar, mostra um bizarro dia de mudança.

 

— 'Helium' (Dinamarca, 2014, 23 minutos. Direção: Anders Walter. Com Casper Crump, Pelle Falk Krusbæk e Marijana Jankovic): traz um mundo fantástico imaginado por um garoto gravemente doente para se ver longe da cama do hospital. O curta também tem o Oscar da categoria.

OFICINAS

Sexta-feira, às 19h

 

'História do Cinema Dinamarquês', com o jornalista Cássio Starling Carlos

 

Sábado, às 14h

 

'O Legado do Dogma 95', com a professora e script doctor Kirsten Bonnén Rask

 

Domingo, às 14h

 

'A Essência do Cinema Dinamarquês', com o roteirista Jens Dahl