Publicado 24 de Março de 2015 - 11h49

Funcionários em frente a empresa de transportes de Monte Mor: braços cruzados

Alenita Ramirez/ AAN

Funcionários em frente a empresa de transportes de Monte Mor: braços cruzados

Nesta terça-feira (24), dia em que Monte Mor completa 144 anos, motoristas e cobradores do transporte municipal e intermunicipal da cidade decidiram cruzar os braços em reivindicação a troca do convênio médico e ao pagamento do tíquete refeição atrasado há quatro dias.

Apenas três ônibus fretados que leva pacientes ao Hospital das Clínicas (HC) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) foram liberados para fazer o transporte. O protesto começou nesta segunda-feira (23) quando os 45 ônibus escolar não fizeram o transporte de estudantes no período noturno.

Os funcionários prometem ficar parados até que a empresa faça acordo.

Os pontos de ônibus em que passageiros esperam o transporte para Campinas estão cheios.

Ainda não há informações sobre o número de passageiros prejudicados. A Prefeitura de Monte Mor levanta os dados, que serão divulgados em breve

A empresa foi procurada pela reportagem mas os responsáveis não foram localizados.