Publicado 23 de Março de 2015 - 5h00


A secretaria municipal de Saúde de Franca continua mobilizada com suas equipes nas UBS e núcleos do Programa Saúde da Família, oferecendo a vacinação contra o vírus do HPV, cujo objetivo é prevenir o câncer de colo de útero. Os pais ou responsáveis pelas meninas na faixa etária de 9 a 11 anos devem estimular e levá-las até uma unidade mais próxima de casa, valendo lembrar que somando-se aos 5 PSFs, são 19 locais em diferentes bairros.

Os atendimentos variam de horário, de acordo com cada sala de vacina. A secretaria de Saúde promove essa mobilização contando com o acompanhamento da Vigilância Epidemiológica. A medicação foi repassada pelo Ministério da Saúde, que semanalmente é informado da evolução da cobertura vacinal, disse a secretária Rosane Moscardini Alonso.

No âmbito nacional, uma das novidades foi à inclusão nesse universo a ser vacinado, de 33,5 mil mulheres de 9 a 26 anos, portadoras do vírus HIV. Mais suscetível a complicações decorrentes do HPV, esse público tem probabilidade cinco vezes maior de desenvolver câncer no colo do útero do que a população em geral. A inclusão do grupo como prioritário para a prevenção segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), do Comitê Técnico Assessor de Imunizações (CTAI) do Programa Nacional de Imunizações (PNI), em conformidade com o Departamento de DST/AIDS e Hepatites Virais.

Em Franca, essas pessoas estão sendo atendidas no Ambulatório de DST/Aids, instalado no Centro de Saúde I, na região central da cidade, na rua Ouvidor Freire. A vacina é segura e além de proteger as mulheres, os estudos mostram que a comunidade também fica protegida. Por isso, os pais e responsáveis devem alertar sobre a importância da vacina. A Vigilância Epidemiológica acompanha de perto a evolução da cobertura e deve divulgar esta sexta-feira uma preliminar com os números de cobertura desses primeiros dias da campanha