Publicado 27 de Março de 2015 - 13h44

Por Agência Estado

Neymar presenteia Henry, o carrasco da seleção brasileira em 2006

France Press

Neymar presenteia Henry, o carrasco da seleção brasileira em 2006

Autor do segundo gol do Brasil na vitória por 3 a 1 sobre a França no amistoso disputado na última quinta-feira, em Paris, Neymar ainda foi reverenciado por um dos maiores ídolos da história da seleção francesa após o confronto, nos vestiário do Stade de France. Campeão do mundo como reserva em 1998 e autor do gol que eliminou o Brasil nas quartas de final da Copa de 2006, na Alemanha, Thierry Henry se encontrou com o atacante brasileiro e bateu um papo com o astro maior do time nacional.

De acordo com o site oficial da CBF, o jogador do Barcelona conversou "longamente" com o carrasco do Brasil no Mundial de 2006 e presenteou o ex-jogador com uma camisa 10 da seleção. Com humildade, Neymar ouviu conselhos do ex-artilheiro francês e festejou a oportunidade de trocar ideias com o ídolo local.

"Ele (Henry) elogiou, dizendo que marcar 43 gols pela seleção brasileira aos 23 anos é uma grande marca, muito difícil de conseguir. Foi muito legal conversar com ele, um jogador que admirei quando criança e que tem muito o que passar de bom", ressaltou Neymar, por meio de declarações reproduzidas pela CBF.

No fim da conversa, Henry ainda brincou com o fato de Neymar ter conseguido ser decisivo diante da França no grande palco do futebol do país e onde em 1998 o Brasil caiu por 3 a 0 na final da Copa do Mundo. "Vê se não faz mais isso. É falta de respeito vir aqui e ganhar da França em casa", afirmou o ex-atacante para o brasileiro, que deu gargalhadas ao ouvir a frase bem humorada.

Neymar ainda se encontrou no vestiário do Stade de France com Patrick Vieira, outro ex-jogador da seleção homenageado antes do amistoso desta quinta, que levou os filhos Melvin e Jordan para conhecer o brasileiro. O atacante posou para fotos ao lado dos garotos.

Escrito por:

Agência Estado