Publicado 25 de Março de 2015 - 5h00

O articulador do governo do prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), o secretário de Relações Institucionais, Wanderley Almeida, esteve logo depois da votação do projeto das organizações sociais na Câmara com a presidente do PCdoB, Marcia Quintanilha, e com o vereador Gustavo Petta numa reunião, em tom informal, numa padaria do Cambuí. A conversa ocorreu para esclarecer o que houve com Petta durante as sessões extraordinárias. Ele se absteve da votação e foi criticado pelos colegas da base aliada que, inclusive, chegaram a dizer que ele deveria deixar o bloco.

 

Respeitou

 

Petta disse nesta terça-feira (24) que não existe mudança no posicionamento do partido em relação à aliança feita com Jonas em 2012 para a eleição e que a legenda permanece no governo. O parlamentar também afirmou que o encontro na padaria serviu para que ele pudesse colocar o seu posicionamento e, segundo ele, Wandão respeitou a decisão. A justificativa de Petta para não votar a favor da proposta é que não houve tempo para o debate interno no partido.

 

Participação

 

Atualmente o PCdoB tem dezenas de cargos no segundo escalão e está na Secretaria de Planejamento, com Fernando Pupo. Sobre continuar na aliança para a eleição de 2016, o vereador afirmou que não tem como responder isso no momento porque o PCdoB ainda não iniciou o debate. Nos bastidores tem quem ainda aposte no rompimento.

Outro encontro

 

O presidente do Solidariedade em Campinas, Dario Saadi, teve nesta terça uma conversa com Wandão sobre a participação da legenda no governo. O próximo passo do prefeito é definir e consolidar essa aliança. Wandão tem conversado com todas os partidos para tentar ampliar ao máximo o apoio ao projeto de reeleição de Jonas.

Mudança

 

A primeira mudança do Executivo de olho em 2016 foi incluir o PMDB no primeiro escalão, o que foi feito semana passada com a entrada de Arnaldo Salvetti na Secretaria de Trabalho e Renda.

 

O que eles querem

 

Ao que tudo indica continua a oferta ao Solidariedade da Secretaria de Esporte, atualmente ocupada por Oldemar Elias, o professor Campos (PSC).

Com tudo

 

Acontece que os integrantes do Solidariedade não querem apenas o cargo de secretário. Eles alegam que se o partido assumir a pasta, que atualmente apresenta inúmeros problemas e recebe críticas constantes, precisam mudar boa parte das políticas e também trocar os cargos de direção. Sem isso, não terá como promover mudanças.

Estimativa

 

A decisão só não foi tomada nesta terça porque o prefeito Jonas não participou da conversa. A estimativa do núcleo do Solidariedade é definir a questão nesta quarta-feira.

Greve

 

Os coletores de lixo e garis de Paulínia entraram em greve. Eles querem a reabertura das negociações com a Corpus, contratada da Prefeitura. A categoria reivindica melhores salários e condições de trabalho.

 

Só alegria

 

O prefeito de Valinhos, Clayton Machado (PSDB), é só alegria depois que recebeu a confirmação da implantação da fábrica do superlaboratório da Bionovis na cidade, formada por quatro das maiores indústrias farmacêuticas do País. O anúncio foi feito nesta terça-feira no Palácio dos Bandeirantes pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB), que também assinou um decreto para desonerar as empresas do setor de biofármacos na aquisição de máquinas e equipamentos, com a suspensão do ICMS.