Publicado 02 de Março de 2015 - 12h03

Por Renata Passos

Renata Passos, especialista em coaching

AAN

Renata Passos, especialista em coaching

Nossa vida hoje é parte do resultado das escolhas que fizemos ontem.

Parte, porque existem algumas situações e fatos que acontecem e pronto, não fazem parte de nossas opções de escolha. Não estavam no "cardápio" aconteceram e ponto final.

Se a vida fosse só escolha, resultado e consequência, excluiríamos DEUS de participar.

Não é tão simples assim.

Ação e reação são reações primitivas e não levam em conta nossa alma, nosso espírito e nosso estado mental.

- Ninguém é gordo porque quer;

- Ninguém adoece só porque não se cuidou;

- Ninguém trabalha com o que não gosta só porque não se dedicou o suficiente;

- Ninguém deixa de honrar com seus compromissos financeiros, só porque é desorganizado.

- Os acontecimentos ruins acontecem para pessoas ruins e para as boas também!

Atrás de cada comportamento, ou seja, de uma reação, tem muita vida, muita história.

Existe um movimento de autoajuda e de positivismo que coloca o ser humano no centro de tudo como se ele fosse autor e protagonista da vida!

Protagonista sim, autor independente da própria história NUNCA!

É claro que você pode - e deve - ajudar a escrever a história de sua vida, mas uma coisa é ajudar outra , é fazer sozinho.

Não somos marionetes a mercê do acaso, também não somos responsáveis por TUDO que nos acontece!

A vida fica pesada demais percebida assim. Pesada e racional. Não leva em conta o extraordinário, o imponderável, a surpresa, o milagre!

Pergunte a alguém que esteve à beira da morte ou recebeu a notícia de uma doença grave e se curou , se esta pessoa acredita em milagres, em coisas sem explicação , como por exemplo, estar na hora certa, no lugar certo e ter as pessoas certas ao seu lado?

Como esposa de um cardiologista que trabalha com emergências, tenho o privilégio de "ver" milagres quase que como rotina.

O que as pessoas que acreditam em ação e reação poderiam dizer sobre isso?

Que a pessoa havia planejado enfartar bem próxima ao hospital e por isso se salvou?

Que pessoas que não moram aqui, vem à cidade visitar parentes, enfartam, são atendidas na hora já vieram sabendo que aqui encontrariam serviços de emergência vinte e quatro horas?

De verdade, creio que parte de nossas angústias vem daí: de acharmos que somos o centro do mundo e que somos responsáveis por TUDO!

Atualmente temos muitas profissões e possibilidades para escolher, no entanto observamos um aumento considerável de discussões em família por esta questão, síndromes do pânico, vontade do filho de ir para bem longe dos pais por não suportar a pressão e um medo desesperador do jovem em fracassar. É claro que uma parte se beneficiou das muitas opções, mas uma parte desproporcional a oferta.

Pelas opções? Não! Pelo peso do medo de fracassar, já que o resultado que o profissional terá DEPENDE SÓ DELE! Uma das maiores mentiras que o mundo nos contou.

Sou coach e um dos meus objetivos em qualquer sessão, é facilitar a percepção das inúmeras possibilidades que o cliente tem de assumir seu papel e entrar em ação.

Mas o cuidado que sempre tomo, é que ele perceba o SEU papel na sua vida, o impacto e influência que representa na vida das pessoas ao seu redor. Só isso mais nada.

Não somos nosso resultado e nem tudo é fruto de nossas escolhas!

O resultado depende de muitas variáveis sem controle que foge de suas mãos todos os dias!

Faça bem- muito bem o seu papel.

Perceba a influência que você tem na vida de todas as pessoas que fazem parte de sua história, mas pelo amor, JAMAIS tente ser o AUTOR!

Deixe DEUS ser DEUS na sua vida!

A partir de agora, o inclua nesta jornada e o convide para fazer parte de sua agenda.

Pode acreditar: tudo ficará mais simples, mais leve, independente do resultado.

Todo o planejamento, o processo, a ação são com você.

O resultado é DELE!

Simples assim, só isso mais nada.

Ops.: Já estava esquecendo: se você fosse autor da sua vida, saberia qual a data do seu último dia por aqui!

Escrito por:

Renata Passos