Publicado 24 de Março de 2015 - 12h39

Por Agência Estado

Um grupo de dez presos investigados na Operação Lava Jato (de um total de 12 previstos) foram transferidos na manhã desta terça-feira, 24, da carceragem da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba (PR)para o Complexo Médico Penal (CMP), em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). Eles foram levados em um ônibus que chegou por volta das oito horas à sede da PF, no bairro Santa Cândida.

O empresário Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano, e o empreiteiro Gérson de Mello Almada foram mantidos na carceragem da PF porque ainda devem prestar depoimentos entre esta terça e quinta-feira (25) e em seguida irão para o Complexo Médico Penal.

Foram transferidos: Agenor Franklin Magalhães Medeiros, José Aldemário Pinheiro Filho, José Ricardo Nogueira Breghirolli e Mateus Coutinho de Sá Oliveira (OAS); Erton Medeiros Fonseca (Galvão Engenharia); Gerson de Mello Almada (Engevix); João Ricardo Auler (Camargo Corrêa) e Sérgio Cunha Mendes (Mendes Júnior).

O ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró ficará na PF, pois está passando por exames médicos.

Veja também

Escrito por:

Agência Estado