Publicado 23 de Março de 2015 - 16h40

Por Agência Brasil

O governador Geraldo Alckmin autorizou nesta segunda-feira (23) a Secretaria Estadual de Habitação a assinar o contrato da primeira Parceria Público-Privada (PPP) de habitação social no país. Serão construídas moradias na região central da capital paulista. A meta é chegar a 20 mil unidades.

A responsável pela construção será a empresa Canopuz Holding, que venceu a concorrência para fazer 3.683 moradias. O contrato prevê 2.260 unidades destinadas a famílias com renda de um piso salarial do estado de São Paulo até seis salários mínimos. Famílias com renda entre seis e dez pisos salariais terão 1.423 moradias.

As primeiras unidades serão construídas no bairro da Barra Funda. As moradias terão dois dormitórios e área mínima de 43 metros quadrados. Do total, 80% das unidades serão destinadas a pessoas que trabalham no centro, mas residem nas periferias. Os 20% restantes ficarão para quem mora e trabalha no centro da cidade.

“Esta é uma PPP inovadora, que aproxima os trabalhadores do emprego, o que ajuda na mobilidade urbana. Ajuda a aproveitar a boa infraestrutura que temos no centro. Pretendemos fazer a medida crescer. A prioridade é para quem não tem casa e trabalha no centro”, disse Alckmin.

Escrito por:

Agência Brasil