Publicado 25 de Março de 2015 - 14h48

Por Agência Estado

Um padre polonês foi condenado nesta quarta-feira (25) a sete anos de prisão acusado de atos de pedofilia tanto em seu país como na República Dominicana, informou o tribunal de Wolomin, uma localidade próxima a Varsóvia.

O ex-membro da congregação de São Miguel Arcanjo foi condenado a pagar uma indenização de 41.000 dólares, que será dividida entre suas vítimas, ao todo seis na República Dominicana e dois na Polônia.

O acusado, que se declarou inocente das acusações, enfrenta dez processos, entre eles o de ter mantido relações sexuais com menores de 15 anos na República Dominicana entre 2009 e 2013, na Polônia entre 2000 e 2001.

Também foi acusado de posse de armas e de pornografia infantil.

Escrito por:

Agência Estado