Publicado 24 de Março de 2015 - 8h19

Treze passageiros de um ônibus que viajava pela região sul do Afeganistão foram assassinados na madrugada desta terça-feira na província de Wardak, anunciaram as autoridades locais.

"Um grupo de homens armados abriu fogo contra os passageiros de um ônibus em Aftasyab, na província de Wardak, e matando 13 pessoas, incluindo uma mulher", afirmou Ataullah Jogyani porta-voz do governo da província.

Em um comunicado assinado por seu porta-voz oficial, Zabiula Mujahid, os talibãs afegãos negaram envolvimento no ataque, que foi cometido em uma área na qual os insurgentes têm forte presença.

O vice-governador da província vizinha de Ghazni, Mohammad Ali, afirmou que os terroristas escolheram as vítimas entre os passageiros, que foram assassinados "um a um"".

Os investigadores tentam determinar se as vítimas pertencem a uma comunidade étnica ou religiosa como os muçulmanos xiitas da etnia hazara, que foram alvos de atos de violência sectária recentemente.

Em 24 de fevereiro, homens armados sequestraram 30 xiitas de etnia hazara, que são reconhecidos pelos traços asiáticos, que viajavam pela região central do país.

Muçulmanos sufis, uma corrente mística do islã que historicamente está no polo oposto ao fundamentalismo, também foram alvos de um ataque em 7 de março e pelo menos seis pessoas morreram em uma mesquita de Cabul, incluindo o líder espiritual sufi da comunidade na capital.