Publicado 28 de Fevereiro de 2015 - 13h13

Por Alenita de Jesus

Alenita Ramirez

[email protected]

Foto: Solicitada

Quatro bandidos armados e encapuzados renderam um vigilante e invadiram o canteiro de obras da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Jardim Nova América, em Campinas, anteontem à noite. Os criminosos amarraram a vítima e fugiram com uma retroescavadeira e várias ferramentas. Ninguém foi preso até a tarde de ontem e a máquina também não foi localizada.

O assalto foi por volta das 21h30. A ETE, que está em obras há pelo menos oito anos, é murada mas não tem portão. Segundo o gerente de segurança do local, Daniel Borelli, o vigia estava no terceiro “degrau” da estação quando foi atacado pelos criminosos. A vítima foi amarrada, presa no vestiário e só conseguiu se soltar três horas depois. Ele correu até uma obra vizinha e pediu ajuda para funcionários de sua empresa. “O vigilante não sabe como eles chegaram e nem saíram, pois há matos em volta e quando ele viu os criminosos já foi rendido”, contou Borelli.

A retroescavadeira é de uma empresa terceirizada e é avaliada em R$ 180 mil. O crime foi registrado na Segunda Delegacia Seccional.

Este é o terceiro roubo de retroescavadeira na região. Na semana passada, bandidos invadiram um canteiro de obras na região do Jardim Denadai, em Sumaré, roubaram os funcionários e fugiram com uma retroescavadeira. O assalto foi em plena luz do dia. Ninguém foi preso e a máquina ainda não foi recuperada.

Também na semana passada, bandidos roubaram uma máquina em um canteiro de obras da CDHU, em Campinas, segundo Borelli. “Parece que virou moda. Não dá para entender como os bandidos conseguem fugir tão rápido com uma máquina que anda a 40 km por hora”, comentou o gerente de segurança.

A polícia acredita que essas máquinas são colocadas em caminhões que dão cobertura e ficam estacionados a uma certa distância do local do crime. “Essas máquinas provavelmente são levadas para outros estados”, disse um policial civil.

A assessoria de imprensa da Prefeitura informou que a ETE está em obra pela empresa COM Engenharia e Construções Ltda e ainda não foi entregue para a Sanasa e que na próxima semana a autarquia vai convocar a empresa para cobrar mais segurança no local e também cobrar a entrega da estação. A reportagem tentou contato com a empresa, mas não conseguiu.

Escrito por:

Alenita de Jesus