Publicado 25 de Fevereiro de 2015 - 15h16

Por Bruno Bacchetti

Bruno Bacchetti

DA AGÊNCIA ANHANGUERA

[email protected]

Fotos: César

Tem vídeo do portal

O prefeito de Campinas, Jonas Donizete (PSB), foi eleito na manhã de ontem, por aclamação, o novo presidente do Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Campinas (CD-RMC). O mandato é de um ano, prorrogável por mais um ano. Jonas sucede o prefeito de Holambra, Fernando de Godoy (PTB) e terá como vice o chefe do Executivo de Santa Bárbara dOeste, Denis Andia (PV). A decisão foi em consenso entre os prefeitos das 20 cidades da RMC, após articulação do governo estadual em torno do nome de Jonas. Uma reunião realizada na última terça-feira selou o acordo. O Conselho é responsável por discutir os problemas em comum dos municípios da região junto com representantes do Estado, e implantar ações, programas e projetos que tenham impacto regional.

"Durante os últimos dias houve um movimento forte de convergência, fruto de um processo de entendimento, e os prefeitos resolveram fazer a indicação do Denis como vice e do Jonas como presidente. Será um casamento entre a juventude do Denis e a experiência do Jonas", afirmou o subsecretário de Estado de Desenvolvimento Metropolitano Edmur Mesquita, interlocutor do Estado.

Em seu terceiro ano de mandato, Jonas explicou que já fora sondado para assumir o cargo em outras oportunidades, mas que somente agora poderia se dedicar integralmente à presidência do Conselho. O pessebista ressaltou ser importante ter Campinas a frente da região em um ano em que haverá a renovação da outorga do Sistema Cantareira e que temas como saúde e segurança, exigirão peso político nas discussões.

"É uma alegria ser designado para essa função. Assumo a presidência da RMC para servir e contribuir com minha experiência. Desde quando meu nome foi cogitado para assumir o Conselho fui claro dizendo que daria todo o apoio, mas não teria disponibilidade porque precisava me concentrar em Campinas, que vivia o reflexo da crise política. Agora estou apto", destacou Jonas.

O prefeito de Campinas prometeu dar continuidade aos projetos que estão em desenvolvimento no Conselho de Desenvolvimento, e disse que os temas prioritários serão Saúde, Segurança e principalmente a questão hídrica. "Vamos dar continuidade aos projetos, como o Samu Metropolitano e a questão da água é prioritária. No ano passado seria realizada a outorga do Sistema Cantareira, mas foi transferido para este ano. Nós vamos fazer valer a força da nossa região para que possamos ser contemplados com a importância que tem dentro de São Paulo", disse. Na nova outorga, cujas discussões começam em abril, serão definidas as novas regras para a partilha de água dos reservatórios entre a Grande São Paulo e os municípios das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (PCJ).

Além do presidente e vice do Conselho de Desenvolvimento, a reunião realizada ontem definiu os novos membros do Conselho de Orientação do Fundo de Desenvolvimento Metropolitana de Campinas (Fundocamp). Os prefeitos de Morungaba, José Roberto Zem (PV), de Itatiba, João Fattori (PSDB) e de Valinhos, Clayton Machado (PMDB) farão parte do Conselho do Fundocamp ao lado dos representantes da Agência da Região Metropolitana de Campinas (Agemcamp) e do Governo do Estado de São Paulo.

Escrito por:

Bruno Bacchetti