Publicado 26 de Fevereiro de 2015 - 5h30

Bandidos invadiram a Casa de Cultura Fazenda Roseiras, em Campinas, ontem de manhã, e levaram um micro-ondas, uma tostadeira e vários alimentos. Os criminosos entraram pelos fundos da sede e arrobaram uma janela da cozinha, por volta das 6h30. Segundo a coordenadora do local, Alessandra Ribeiro, este é o quinto arrombamento e o terceiro furto em um mês. O local só conta com alarme. O grupo reclama de falta de segurança, de iluminação e de carpinagem nas proximidades. Ninguém foi preso. A Casa de Cultura fica em frente ao Hospital Celso Pierro (PUC), do Jardim Ipaussurama. O local abriga o patrimônio cultural afro e também a educação e ao meio ambiente. Segundo Alessandra, à noite, o casarão fica exposto, já que não existe iluminação ao redor e nem vigias. Segundo a coordenadora, há um ano o local contava com alambrado nos fundos, mas criminosos teriam arrombado a cerca e chegaram a levar o material. Como o alambrado não foi reposto, os bandidos entram pelos fundos. Os criminosos já levaram dois micro-ondas, oito cavacos, seis violões, uma impressora, uma máquina fotográfica, quatro botijões de gás, além de mantimentos e material de limpeza. “Na sexta-feira o local começa a receber o Encontro dos Pontos de Cultura do Estado de São Paulo e estamos preocupados com as invasões”, comentou Alessandra. A Secretaria de Cultura informou que já foi contratado um segurança, que iniciará o trabalho amanhã, das 18h às 6h, e que já foram providenciados a construção de um novo alambrado e a colocação de postes para iluminação. O corte do mato está no cronograma da Secretaria de Serviços Públicos. (Alenita Ramirez/AAN)