Publicado 26 de Fevereiro de 2015 - 5h30

A decisão já foi tomada: o Santos não vai contratar um volante experiente para suprir a ausência de Alison, que sofreu, pela terceira vez, ruptura do ligamento cruzado anterior do joelho direito, será operado em breve e só deve voltar a jogar em 2016.

Mesmo com a possibilidade de trocar até quatro dos 28 jogadores inscritos para o Campeonato Paulista ao término da primeira fase, Enderson Moreira optou por apostar em Valencia (provavelmente estreará domingo, contra o Linense, no Pacaembu), Renato, Elano, Cicinho, Chiquinho, que são mais rodados, e nos novatos Leandrinho, Lucas Otávio e, a partir das quartas de final, também em Thiago Maia.

"Não vamos atrás de nenhum volante", garantiu o CEO e homem forte do futebol do Santos, Dagoberto Fernando dos Santos, ontem. "O Santos não pode mudar agora a lista dos 28 inscritos no Campeonato Paulista e também não vejo necessidade de contratar jogador para a posição porque no nosso elenco o que mais tem é volante", afirmou o presidente Modesto Roma Júnior.

Antes da confirmação da gravidade da lesão de Alison, Enderson já havia dito que em caso de perda do titular por um longo período seria a oportunidade para dar mais espaço a algum jogador da base. "Nós temos bons jogadores na posição. A gente só lamenta não poder utilizar Thiago Maia agora. Deixamos de dar oportunidade para um menino que poderia jogar. Eu tive de optar entre ele (que estava a serviço da Seleção Brasileira Sub-20 que disputou o Sul-Americano no Uruguai) e Lucas Otávio e tomei uma decisão."

Na espera

Dos jogadores que estavam no departamento médico, Thiago Ribeiro é o que está mais perto de voltar a brigar por posição no time. Recuperado de uma tendinite no joelho esquerdo, o atacante realizou trabalhos físicos ontem e deve ser liberado para treinar com bola no começo da próxima semana. (Da Agência Estado)