Publicado 26 de Fevereiro de 2015 - 5h30

A necessidade de reabilitação após três jogos consecutivos sem vitória e a queda na classificação da Série A2 do Paulista farão o técnico Marcelo Veiga mudar mais uma vez o Guarani para o jogo contra o Catanduvense, domingo, no Brinco de Ouro, pela 7 rodada. Ontem, na primeira atividade com bola da semana, o treinador escalou a equipe titular com três novidades em relação à formação que perdeu do Água Santa. Watson na lateral-direita e Éder Silva e Thiago Cristian no meio-campo foram as alterações promovidas. O esquema tático, no entanto, foi mantido no 4-2-3-1.Veiga comandou um trabalho tático em campo reduzido sem a presença dos goleiros. Como o técnico não tem nenhum jogador suspenso ou qualquer outro problema de lesão — além das ausências do zagueiro Preto Costa e do atacante Vítor Hugo, que já não foram relacionados no último jogo —, todas as alterações foram realizadas por motivos técnicos. Na lateral, a atuação de Coppetti não agradou e, como o recém-chegado Raoni ainda não está com o ritmo adequado, a opção foi recolocar Watson no setor.Entre os volantes, Éder Silva retornou ao time após cumprir suspensão. Ao lado dele estará Cambará, que ganhou a disputa com Thiago Carpini, um dos únicos que até agora atuou em todos os jogos do Bugre no Paulista. Outro que ganha oportunidade é Thiago Cristian. Recuperado de uma pancada no tornozelo sofrida na partida contra o Paulista, pela segunda rodada, ele será opção na armação pelo lado esquerdo no lugar de Fernandinho.Durante a atividade, o técnico bugrino, assim como de costume, gesticulou e cobrou muito dos jogadores. Uma das preocupações foi orientar o time a não desperdiçar oportunidades. Veiga também pediu a Malaquias e Thiago Cristian, que atuam pelos lados na linha de três meias, para que entrassem em diagonal nas costas da defesa e aproveitassem os lançamentos de Fumagalli. O jovem Watson também recebeu atenção especial no que diz respeito à marcação. No fim do trabalho, o grupo treinou exaustivamente finalizações, um dos pontos negativos do time no último jogo.O meia Fumagalli falou sobre a manutenção do esquema tático. "Acho a formação boa, bastante ofensiva. Claro que tem momentos que a marcação adversária vai encaixar, mas aí precisamos procurar nos desvencilhar", disse. "É uma formação que deu resultado nas primeiras rodadas e ainda vamos nos dar muito bem com ela", completou.

Reabertura da loja do Brinco será no domingo

A ansiedade do torcedor do Guarani para ter a nova camisa do clube, confeccionada pela Joma, tem data confirmada para acabar. O departamento de marketing bugrino anunciou ontem que será mesmo no domingo o dia da reabertura da loja que fica no Estádio Brinco de Ouro. As atividades começam a partir das 10h em um coquetel destinado à diretoria, imprensa e aos torcedores que compraram a camisa junto com o convite para o lançamento, em janeiro. Já o público em geral poderá conhecer as novas instalações a partir das 13h.

A loja oficial do Guarani passou por reformas após o fim do contrato com a Kappa, antiga fornecedora de material esportivo. Agora, a condução será feita pelo próprio clube ao lado do empresário Odair Paes Júnior. "A maior parte da reforma foi estética", explica Caio Ramos, diretor de marketing. "Entendemos que a loja era o cartão de visitas e optamos por remodelá-la totalmente. O torcedor terá uma grande surpresa com bastante peças da Joma", completa o dirigente.

O valor das camisas será de R$ 159,00, sendo que os sócios-torcedores possuem desconto de 10%. Uma das novidades é que, pelo menos a princípio, os uniformes serão encontrados apenas na loja oficial. "Como demorou um pouco mais para a chegada da camisa, temos um acordo com a Joma de que, nesse primeiro mês, só o Guarani vai poder vender essa camisa. Ela não será encontrada em nenhuma loja de esportes da cidade ou até pela internet", destaca Ramos. "Com essa medida, nossa meta é vender até 2 mil camisas na primeira semana", completa. (CR/AAN)

NOTAS DO BUGRE

Academia

Em parceria com o ex-zagueiro André Cruz, o ex-jogador e atual preparador de goleiros do Guarani Gléguer inaugura hoje uma academia de goleiros em Campinas. A iniciativa é inédita na cidade e as aulas serão ministradas na Escolinha Chuteira de Ouro, que fica na Rua dos Gráficos, 501, no Jardim do Lago.

Inscrições

As inscrições podem ser feitas diretamente no local ou pelo telefone 2107-3300. A princípio, as aulas serão realizadas apenas às quintas e são destinadas a goleiros e também goleiras que têm desejo de atuar na posição ou para amadores que querem manter a forma. O valor da matrícula é de R$ 150 e a mensalidade é de R$ 130.

Otimismo

Gléguer vê a iniciativa com otimismo e aposta no sucesso do projeto. "Tive muito apoio, principalmente do presidente Horley Senna. Já temos muitos alunos inscritos. Tenho certeza que vai dar certo."