Publicado 01 de Março de 2015 - 5h00

Foram 1.001 casos confirmados de dengue em moradores de Campinas entre 1º de junho e 10 de julho

Cedoc/RAC

Foram 1.001 casos confirmados de dengue em moradores de Campinas entre 1º de junho e 10 de julho

A Internet pode ser uma aliada poderosa nas ações de Comunicação e conscientização para a necessidade de combate ao mosquito Aedes Aegypti, que transmite o vírus da dengue entre seres humanos. Afinal, mais de 80% dos criadouros das larvas do mosquito estão dentro das casas das pessoas, e quase todo mundo hoje em dia tem acesso à rede mundial e suas redes sociais. Assim, a Prefeitura de Sumaré, através das secretarias municipais de Saúde e de Comunicação, iniciou esta semana a campanha online #sumarecontradengue, através de sua página (fanpage) do Facebook, no link.

Na página da Prefeitura no “Face”, estão sendo publicados, diariamente, “posts” com informações gerais sobre a doença, suas formas de transmissão, sintomas e, principalmente, orientações sobre os cuidados e ações que a própria população deve ter para diminuir os riscos da proliferação do mosquito – além das ações realizadas pela equipe de controle vetorial do Município.

Para a gerente de Saúde Coletiva, Adriana Medeiros, a conscientização por meio da informação é a melhor forma de conseguir diminuir o número de casos da cidade. “A campanha pelo Facebook, assim como as orientações realizadas pelos Agentes de Controle de Endemias nas visitas casa a casa, é importante não só para reforçar os cuidados para a prevenção da doença e evitar a proliferação do mosquito, mas também não deixar que esse assunto saia da pauta. Convido a todos que tiverem Facebook para compartilhar as informações com seus amigos, conversar sobre a dengue em seu círculo social e, principalmente, redobrar os cuidados dentro de casa para que não haja locais que sejam criadouros do mosquito”, disse.

Numa próxima etapa, serão distribuídos em todas as cidades panfletos e cartazes com um resumo de todas as orientações, também com a “cara” da campanha #sumarecontradengue, de forma a atingir também quem não acompanha o Facebook.