Publicado 26 de Fevereiro de 2015 - 20h19

Por willians Menani

Jean (destaque) confessou ter matado Giovani

Divulgação

Jean (destaque) confessou ter matado Giovani

A Polícia Civil de Birigui (SP) prendeu na tarde desta quinta-feira (26) o suspeito de matar o ex-secretário de Cultura da cidade Giovani Aparecido Machado, de 40 anos. O assassino, um jovem de 20 anos, confessou o crime. Segundo a polícia, ele mantinha um relacionamento com a vítima em troca de dinheiro.

Segundo as investigações, o auxiliar de produção Jean Hilário, de 20 anos, usou o cartão da vítima para fazer compras. O acusado estava trabalhando quando foi preso. Na delegacia, ele confessou o crime que agiu sozinho. Hilário contou que conheceu Giovani há 3 anos e que, há cerca de 3 meses, os dois haviam voltado a se encontrar.

O corpo do secretário de Cultura foi encontrado no dia 17 passado ás margens da Estrada Vicinal Antonio Mestriner, na zona rural de Birigui. Giovani foi encontrado morto com facadas que atingiram o peito e o pescoço. Uma pedra também foi usada no crime, que a polícia classificou como latrocínio (roubo seguido de morte). A acusado foi levado para cadeia de Penápolis.

Escrito por:

willians Menani