Publicado 26 de Fevereiro de 2015 - 18h47

Aplicativo de mensagens instantâneas é um dos mais utilizados pelos usuários

Divulgação

Aplicativo de mensagens instantâneas é um dos mais utilizados pelos usuários

O Tribunal de Justiça do Piauí aceitou o recurso e concedeu liminar que suspende a decisão de um juiz do estado que obrigava operadores de telefonia a suspender o uso do aplicativo WhatsApp em todo o país, segundo informou o site do jornal 'O Globo'. O desembargador Raimundo Nonato da Costa Alencar analisou um pedido protocolado pelas empresas.

De acordo com o magistrado, a decisão tomada pelo juiz foi exagerada, uma vez que a extensão da medida poderia gerar danos irreparáveis ao serviço e seus usuários. "As milhões de pessoas que utilizam esse serviço não podem sofrer esse prejuízo sem que haja uma averiguação mais detalhada", afirmou o desembargador ao jornal.

A decisão de suspender o aplicativo foi do juiz Luiz de Moura Correia, da Central de Inquéritos do Poder Judiciário em Teresina, veio à tona nesta quarta-feira (26). O processo que originou a medida corre em segredo de justiça. De acordo com a Secretaria Estadual de Segurança Pública do Piauí, a suspensão foi determinada porque o serviço não tirou de circulação imagens pornográficas de crianças e adolescentes. O conteúdo é investigado pela Polícia Civil do estado.

 

Veja também