Publicado 28 de Fevereiro de 2015 - 5h00

Milene Moreto

Cedoc/RAC

Milene Moreto

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), trabalha num novo pacote de leis que vai na mesma linha do Pancadão. A nova ofensiva do chefe do Executivo será na limpeza da cidade. A Administração estuda multas para quem jogar lixo na rua e também para os que picharem os prédios públicos. A ideia é conservar as construções e manter a cidade limpa sem ter que promover uma intensa varrição, como a que é realizada hoje. Jonas estuda qual o caminho mais viável para a aplicação de penalidades.

 

Medidas educativas

 

O principal problema está na questão da pichação, já que na maioria das vezes quem faz isso é menor de idade. Uma das ideias é aplicar multas aos pais dos jovens ou, no lugar da penalidade, exigir que o local seja limpo após o ato de vandalismo. O Executivo vai estudar a legalidade antes de enviar a proposta à Câmara. Apesar dos entraves jurídicos, a estimativa do prefeito é que esse novo pacote de leis chegue ao Legislativo ainda este semestre.

 

A iniciativa

 

Assim que passou a vigorar, a Lei do Pancadão parecia mais uma daquelas propostas que existem no papel, mas que nunca são colocadas em prática. Após sua regulamentação e com um trabalho intensivo de fiscalização, a Guarda Municipal tem apreendido, em média, dois veículos por dia. A multa é salgada e pode chegar a R$ 5,6 mil em casos de reincidência. A Lei do Pancadão é a prova de que é possível melhorar a convivência urbana com uma legislação eficiente.

Bravos

 

Os funcionários da gestão de Edson Moura Júnior (PMDB) exonerados após a entrada de José Pavan Júnior (PSB) estão revoltados. Isso porque alegam que foram demitidos e até agora não receberam os seus salários. Eles afirmam que não podem ser penalizados pela rivalidade política na cidade.

Cálculos

 

A Prefeitura de Paulínia informou que desde que Pavan assumiu adotou o dia 30 como a data de pagamento do funcionalismo. O salário dos atuais servidores foram depositados este mês, no dia 27. Sobre os funcionários demitidos, o Executivo comunicou que a Secretaria de Recursos Humanos está fazendo uma checagem dos dados e levantamento de custo para ter um posicionamento sobre a data do pagamento. A previsão é pagar na próxima semana.

Não concordamos

 

A bancada do PSB na Câmara Federal divulgou nesta sexta-feira (27) um comunicado no qual afirma que não concorda com o uso da cota da passagem para os cônjuges dos deputados e que a posição foi, inclusive, defendida na reunião que deliberou sobre o assunto.

Como ficamos

 

Por falar em PSB, o partido continua com sua posição de independência em relação ao governo federal. O Diretório Nacional deve fazer na próxima semana uma reunião e avaliar os resultados da definição tomada até agora. A estimativa é que a bancada na Câmara vá contra algumas propostas da presidente Dilma Rousseff, entre elas a de correção de 4,5% na tabela do Imposto de Renda.

 

De saída

 

A chefe do Cerimonial da Prefeitura de Campinas, Antonia Maria Zogaeb, pediu exoneração do cargo. Ela alega que não consegue mais conciliar sua atividade no Executivo com as que desempenha em sua empresa. Numa carta divulgada por ela para justificar sua saída, Antonia Maria afirma que tentou manter as duas funções “mas as dificuldades foram maiores que o imaginado”. A chefe do cerimonial era a responsável pela organização dos eventos da Administração e também sempre apareceu ao lado da primeira-dama, Sandra Ciocci.