Publicado 27 de Fevereiro de 2015 - 13h25

Por France Press

Palestinos e soldados israelenses se enfrentaram nesta sexta-feira (27) em Hebron (Cisjordânia) durante um protesto contra a ocupação israelense e o fechamento de uma parte do centro reservado aos colonos.

Centenas de palestinos desfilaram depois da oração muçulmana de sexta-feira, como a cada ano nesta época, para reclamar a reabertura da rua Al Shuhada (mártires em árabe), que no passado era uma das principais ruas comerciais da região e que foi fechada pelos israelenses.

A manifestação rapidamente provocou confrontos entre parte dos manifestantes, que atiraram pedras e pequenas bombas, e os soldados israelenses, que responderam com balas de borracha, gás lacrimogêneo e bombas de efeito moral.

Hebron é a cidade mais importante da Cisjordânia, onde vivem 700 colonos em meio a 200.000 palestinos, sob a proteção das forças de segurança israelenses. Parte do centro histórico, ao longo da rua Al Shuhada, é um gueto dos colonos, protegidos por muros e alambrados.

A manifestação recorda o massacre de 25 de fevereiro de 1994, quando um extremista judeu matou 29 fiéis muçulmanos que rezavam no Túmulo dos Patriarcas (a mesquita de Ibrahim para os muçulmanos).

Escrito por:

France Press