Publicado 26 de Fevereiro de 2015 - 15h24

Por France Press

Os rebeldes pró-russos no leste da Ucrânia vão esperar até a primavera no hemisfério norte para atacar o porto estratégico de Mariupol, previu nesta quinta-feira o chefe da inteligência dos Estados Unidos, James Clapper, acrescentando que esta manobra não parece iminente.

Clapper declarou que o objetivo do presidente russo Vladimir Putin é estabelecer uma ponte terrestre com a Crimeia, a península anexada por Moscou há um ano, logo após a queda do ex-líder pró-russo de Kiev, Victor Yanukovytch.

"Nossa avaliação é que ele (Putin) está determinado a conquistar toda a Ucrânia. Ele quer uma porção completa composta de duas províncias no leste da Ucrânia, que poderia incluir uma ponte terrestre para a Crimeia e, talvez, um porto em Mariupol, especificamente", declarou Clapper perante o Comitê de Forças Armadas do Senado.

"Nós não acreditamos que um ataque a Mariupol é iminente. Acredito que eles vão esperar até a primavera antes de atacar", acrescentou.

Desde a entrada em vigor do cessar-fogo selado pelos líderes europeus em 15 de fevereiro, os rebeldes tomaram o entrocamento ferroviário de Debaltseve e há relatos de que estão concentrando forças em Mariupol.

Escrito por:

France Press