Publicado 25 de Fevereiro de 2015 - 8h02

O governo dos Estados Unidos condenou o sequestro de dezenas de cristãos assírios pelo grupo Estado Islâmico (EI) e pediu a libertação imediata.

Jihadistas do EI atacaram dois vilarejos cristãos controlados por forças curdas no nordeste da Síria e sequestraram 90 habitantes, segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

"O fato do EI ter como alvo uma minoria religiosa demonstra mais uma vez o tratamento brutal e desumano para com todos que não compartilham seus objetivos de divisão nem suas crenças tóxicas", declarou a porta-voz do Departamento de Estado americano, Jen Psaki.

"O EI continua cometendo o mal contra inocentes de qualquer confissão e a maioria das vítimas são muçulmanas", completou.