Publicado 28 de Fevereiro de 2015 - 17h26

Por Agência Estado

O uruguaio Suárez (à esquerda) e o argentino Messi comemoram: Barça está na caça do Real Madrid

France Press

O uruguaio Suárez (à esquerda) e o argentino Messi comemoram: Barça está na caça do Real Madrid

O Barcelona parece mesmo disposto a levar até a última rodada a disputa com o Real Madrid pelo título do Campeonato Espanhol. Neste sábado (28), a equipe esteve longe de ser brilhante, mas exibiu o futebol necessário para passar com certa tranquilidade pelo vice-lanterna Granada por 3 a 1, mesmo fora de casa.

O resultado levou o time a 59 pontos, apenas um atrás do Real, que ainda atua no domingo (1) com o Villarreal. Na próxima rodada, os catalães enfrentam o Rayo Vallecano, dia 8 de março. Já o Granada estacionou nos 19 pontos, ainda na penúltima colocação, e pode terminar a rodada na lanterna. Sábado (7) que vem, o duelo será diante do Málaga.

O Barça fazia um jogo morno até os 22 minutos, quando Xavi encheu o pé e parou em Oier. O lance embalou os catalães, que abririam o placar somente três minutos depois. Suárez foi lançado pela esquerda e bateu cruzado, a zaga tentou afastar mas só entregou no pé de Rakitic, que tocou para o gol vazio.

Aos 35, foi a vez de Messi levar perigo, quando recebeu na entrada da área, ajeitou de direita e bateu rente ao travessão. O Granada só ameaçou pela primeira vez aos 40 minutos, em bela jogada finalizada por Márquez, mas que Cláudio Bravo voou para espalmar.

No segundo tempo, o Barcelona voltou disposto a resolver a partida rapidamente e marcou o segundo logo com três minutos. Desta vez, Rakitic devolveu o presente para Suárez com ótimo lançamento, que o uruguaio só teve o trabalho de deslocar o goleiro para marcar.

Mas ainda faltava o de Lionel Messi, que sairia aos 24 minutos. Mais uma vez Suárez foi lançado nas costas da zaga, passou pelo goleiro e foi solidário, tocando para o argentino marcar. Messi ainda teria uma outra oportunidade antes do apito final, quando recebeu pela direita mas bateu mal, em cima do goleiro.

Escrito por:

Agência Estado