Publicado 28 de Fevereiro de 2015 - 16h38

Por Agência Estado

Hamilton marcou 1min23s022 contra 1min23s262 de Massa

France Press

Hamilton marcou 1min23s022 contra 1min23s262 de Massa

Felipe Massa até tentou, mas não conseguiu desbancar Lewis Hamilton do topo da lista de tempos nos testes da pré-temporada da Fórmula 1, em Barcelona. O brasileiro impôs forte ritmo e liderou as atividades deste sábado (28) até que o piloto inglês superou sua melhor marca e manteve a Mercedes na ponta.

Hamilton marcou 1min23s022, ainda abaixo do 1min22s792 registrado por Nico Rosberg. O alemão cravou o melhor tempo das duas baterias de testes no circuito espanhol no teste realizado na sexta-feira (27). Assim como Rosberg, Hamilton pilotou a Mercedes com pneus macios.

O domínio da equipe nestes últimos dois testes causou preocupação nos rivais. A Mercedes vinha obtendo resultados modestos até então, nas duas baterias em Barcelona e nos primeiros testes, realizados em Jerez de la Frontera. Mas só precisou trocar os pneus duros pelos macios pela primeira vez para alcançar o topo, com Rosberg, na sexta.

Para assumir a primeira posição do dia, Hamilton precisou de 76 voltas. Na sexta, seu companheiro obteve maior quilometragem, com 106 giros. Massa deu 102 voltas no circuito e manteve o crescimento da Williams. Na quinta-feira (26), ele liderara os testes marcando 1min23s500. Na sexta, seu parceiro Valtteri Bottas não passou de 1min23s995s. E, neste sábado, o brasileiro foi ainda melhor, anotando 1min23s262.

A Ferrari apareceu na terceira colocação, com Kimi Raikkonen. O finlandês anotou 1min25s276 e foi o segundo a dar mais voltas no traçado, com 136 voltas. O primeiro foi o alemão Nico Hülkenberg da Force India, equipe que só estreou nos testes na sexta.

Na busca para recuperar o tempo perdido, o piloto completou 158 voltas no Circuito da Catalunha. E, com 1min24s939, foi o sétimo mais veloz do dia e baixou em quase quatro segundos o tempo registrado por ele mesmo na sexta.

À frente de Hülkenberg, ficaram o espanhol Carlos Sainz Jr. (1min24s191), o francês Romain Grosjean (1min24s200) e o sueco Marcus Ericsson (1min24s477).

Na parte inferior dos tempos do dia, o dinamarquês Kevin Magnussen ocupou o lugar de Fernando Alonso na McLaren. Após apenas 39 voltas, foi apenas o oitavo mais rápido, com 1min25s225. O australiano Daniel Ricciardo manteve a Red Bull na condição de incógnita ao ser o último do dia, com 1min25s742.

Escrito por:

Agência Estado