Publicado 15 de Outubro de 2014 - 16h29

Por Maria Teresa Costa

Lago do Holandês, em Holambra: fonte de captação de água

Divulgação

Lago do Holandês, em Holambra: fonte de captação de água

Vinhedo interrompeu a captação de água no Rio Capivari por causa da alta concentração de poluentes, deixando a região da Vila Planalto parcialmente desabastecida, enquanto Holambra já estuda a possibilidade de implantar o racionamento de água na cidade diante da queda da vazão dos seus mananciais de abastecimento. A crise hídrica agravada pela estiagem já atinge nove cidades na macrorregião de Campinas, sendo seis delas com racionamento.

 

O Rio Capivari é um dos principais mananciais de Vinhedo, cidade que tem desde fevereiro um esquema de racionamento mais leve, porque corta o fornecimento da água nas regiões onde detecta que está havendo aumento de consumo.

Como a interrupção da captação, a Saneamento Básico Vinhedo (Sanebavi) empresa de abastecimento da cidade, deixou de captar 330 metros cúbicos por hora, uma redução de 52% da água produzida no sistema da estação de tratamento na Vila Planalto, deixando parte da população desabastecida.

 

“Só voltaremos a captar a água do Rio Capivari quando melhorar a qualidade da água. Até que isso aconteça, nós precisamos da contribuição da população para que utilize a água apenas para as necessidades básicas. Com menos água, teremos que economizar ainda mais. Para tentar amenizar essa situação, os locais mais altos poderão ser abastecidos por caminhões pipa”, afirmou o superintendente da Sanebavi, Odair Seraphim.

 

A empresa adotou outras medidas para compensar a interrupção na captação no Capivari. Na região da Capela, a ETA 2, no Jardim Santa Cândida, continua tratando cerca de 200 m³/h, mas o nível do córrego do Moinho encontra-se muito baixo, dificultando a captação de água para tratamento.

 

Holambra

Em Holambra, que capta água no Lago do Holandes e no Rio Camanducaia, está em estado de atenção por causa da baixa vazão. O abastecimento não está afetado, mas a Administração estuda um esquema de racionamento que poderá ser adotado na próximas semanas, se as chuvas não vieram.

Além de Vinhedo, estão em racionamento na região as cidades de Valinhos, Cosmópolis, Salto, Itu e Saltinho. Campinas, Americana e Indaiatuba estão restringindo a oferta de água à população pelas paradas nas captações, necessárias porque a qualidade da água dos mananciais está ruim, sem oxigênio, o que impede o tratamento.

 

Escrito por:

Maria Teresa Costa