Publicado 15 de Outubro de 2014 - 14h56

Por Alenita de Jesus

Alenita Ramirez

[email protected]

Foto: Arte

Uma administradora de empresas de 40 anos levou coronhadas na cabeça durante um assalto anteontem à noite, na Vila Padre Manoel de Nóbrega, em Campinas. A mulher apanhou porque se apavorou com a abordagem, gritou e depois disparou a falar. Irritado, o bandido que estava armado desceu a arma na cuca da vítima para fazê-la calar a boca. O criminoso, que estava com um comparsa, fugiu com o possante dela, um Honda Civic, que foi achado horas depois no bairro vizinho, com um capacete dentro e uma munição no porta-luvas. Os bandidos fugiram com a bolsa onde haviam documentos, cartões, celular e R$ 1,3 mil. Ninguém foi preso até o final da tarde de ontem.

Segundo boletim de ocorrência, o assalto rolou por volta das 20h50 quando parou o carro na rua. Ela estava com a filha pequena no banco do passageiro. Os bandidos chegaram em uma moto vermelha. O garupa desceu com a arma em punho e anunciou o assalto. Assustada, administradora gritou e conseguiu tirar a filha do carro, mas desembestou a falar sem parar. O bandido a mandou ficar quieta, mas como ela falava muito, ele a ameaçou de morte e em seguida deu duas coronhadas na cabeça da vítima.

Escrito por:

Alenita de Jesus