Publicado 15 de Outubro de 2014 - 14h57

Por Maria Teresa Costa

Maria Teresa Costa

Da Agência Anhanguera

[email protected]

O novo terminal do Aeroporto Internacional de Viracopos começou a operar na terça-feira, com cinco meses de atraso em relação ao cronograma inicial e com o desembarque de um voo procedente de Cuiabá e embarque de quatro voos, todos da Azul – dois com destino ao Rio de Janeiro, um para Florianópolis e outro para Vitória. Esses voos, que partem entre 5h35 e 6h, serão operados de domingo à sexta-feira, no Pier A, área de embarque que, a partir da transferência de todos as empresas, será utilizado para os voos internacionais. A previsão é que, até março, todos os voos domésticos tenham sido transferidos. Os voos internacionais entram no novo terminal em dezembro.

O início das operações na terça-feira funcionou como um teste para o novo terminal, que foi construído para atender 14 milhões de passageiros no primeiro ciclo de investimentos . Os passageiros dos voos transferidos foram previamente informados pela aérea da mudança e aqueles que acabaram indo para o terminal “velho” foram levados em ônibus, pela concessionária. Os passageiros que chegaram em carros já usaram o edifício garagem para estacionar.

O novo terminal começa a funcionar, no entanto, sem as lojas, cafés e restaurantes. Apenas uma loja do freeshop está instalada. Como não há lanchonetes ainda, a concessionária está oferecendo café, sucos e lanches de boas-vindas aos passageiros dos quatro voos.

Além da multinacional suíça Dufry, que já opera em Campinas desde junho do ano passado, Viracopos terá um free shop do grupo Nuance, também suíço, que opera mais de 300 pontos de venda em 19 países. Será a primeira loja do grupo na América do Sul. Além da loja livre de impostos que funcionará na área de embarque, o grupo vai abrir outras 11 lojas em Viracopos.

O novo terminal terá 68 pontos comerciais disponibilizados com redes que fast-food, como McDonalds, Bob´s, Pizza Hut, Spoleto, Subway, Romana, Premiatto. Haverá lojas de roupas, perfumarias, livrarias, cafés, restaurantes. Haverá também locadora de carros, bancos.

A Azul, primeira empresa a operar no novo terminal, informou que a transferência definitiva para o novo terminal ainda não está estabelecida. A empresa está aguardando a entrega completa do aeroporto para definir o cronograma de transferência – por enquanto, apenas quatro voos da Azul estarão na nova área

Os dois primeiros dias de operação comercial do novo terminal serviram para testar check-in, distribuição de bagagens, sistema de segurança. O Correio apurou que as operações ocorrem dentro do esperado.

O projeto do novo terminal contempla uma moderna estrutura feita de concreto, aço e vidro, é compacta, de fácil construção, manutenção e expansão. As colunas que sustentam o telhado têm o topo em forma de árvores com claraboias que permitem o aproveitamento da iluminação natural. Possui uma cobertura interna de madeira, que cria uma atmosfera acolhedora e agradável.

O edifício-garagem é conectado ao terminal por uma ponte coberta. Contará com restaurantes, lojas de aluguel de carros e escritórios dos órgãos públicos federais. Além disso, a estrutura esta preparada para uma expansão vertical futura, onde poderão ser construídos escritórios comerciais e hotéis.

RETRANCA

Os voos internacionais que já operam em Viracopos e os que chegarão ocuparão o nome terminal de passageiros a partir de 1º de dezembro. A TAP, que opera voos para Lisboa, e a Gol com três voos semanais para Miami com escala em Santo Domingo na República Dominicana, passarão para o novo terminal em meados de dezembro.

A ala internacional de Viracopos será oficialmente aberta no dia 1º de dezembro, quando um voo da Azul parte rumo a Fort Lauderdale, cidade a cerca de 40 quilômetros de Miami, nos Estados Unidos. No dia seguinte, a American Airlines estreia em Campinas seu primeiro dos três voos semanais para Nova York. Na sequência, a companhia aérea norte-americana dá início, no dia 3, ao voo diário para Miami.

No dia 10, pousa em Campinas o voo 729, procedente da Cidade do Panamá, e que marca a operação da Copa Airlines em Viracopos. O voo inaugural da companhia panamenha parte de Campinas no dia seguinte, às 2h45. A Azul encerra, no dia 15, a primeira leva de operações internacionais, com um voo diário para Orlando.

Escrito por:

Maria Teresa Costa