Publicado 13 de Outubro de 2014 - 11h02

Por Delminda Aparecida Medeiros

Exposição conjunta no Ateçiê Lisa França

Delma Medeiros

DA AGÊNCIA ANHANGUERA

[email protected]

Dois jovens artistas plásticos, Dito Pereira e Raffa Lima, são a aposta do ateliê Lisa França, com a exposição O Equilíbrio do Eclipse, em cartaz a partir de hoje. “São dois jovens talentosos que trabalham na linha do surrealismo, com desenhos com perspectivas de diferentes propostas. São dois universos particulares que se completam nessa exposição que transcende o óbvio”, avalia a proprietária do ateliê, Lisa França. Segundo ela, as pinturas são visivelmente interligadas. “São duas séries que se encontram em um diálogo metafórico, repleto de simbologias do inconsciente.”

Raffa Lima apresenta sua série de quadros sob o título de Cem Séculos Sem Sol, que tem situações, cenários e a realidade fantástica do universo dos sonhos como tema principal. “A narrativa visual é definida a partir do ponto de vista de um personagem oculto e sugestivo, explorando uma nova dimensão e acontecimento em cada quadro, introduzindo um universo inconsciente, subliminar e metafórico”, diz Lima, que usa a técnica de encáustica sobre papel. “Trata-se de uma técnica milenar feita a base de cera derretida. No meu caso, trabalho com crayon (lápis de cera). Derreto o crayon e crio uma sensação de tinta, com uma textura específica”, informa Lima que é formado em artes visuais e designer pela Pontifícia Universidade Católica (Puc-Campinas).

“As pinturas e desenhos compartilham de algumas características em relação ao seu conteúdo, fornecendo dicas de onde começa e termina a narrativa do conjunto”, diz o artista. Pastel seco, pastel oleoso e lápis de cor são algumas das técnicas utilizadas para retratar o que seria uma dimensão surreal e fantástica como a dos sonhos.

Dito Pereira apresenta O Mistério do Equilibrista, uma série de obras que mostra o atual momento de autoconhecimento do autor. “Trabalho com giz pastel e lápis de cor basicamente, sobre papel seco. A ideia é nivelar a mente, a alma e o corpo, em um mesmo plano, revelando imagens e deixando a estética dos elementos fluir naturalmente. É um lado terapêutico da arte”, explica Pereira. Segundo o artista, a série tenta trazer seu subconsciente para o papel. “As obras convidam o espectador para um universo onírico interpessoal. A expressão artística ganha forma através do contraste de cores e texturas”, comenta.

Para os dois artistas é uma grande oportunidade fazer essa exposição conjunta, que pode ser considerada como duas mostras individuais. “É uma ótima chance de entrarmos no mercado de arte, impulsionado por esse espaço de tanta visibilidade”, afirma Lima. “A exposição é um fator motivador. Este é um momento em que estou lidando com a arte com muita determinação”, acrescenta Pereira.

Agende-se

O quê: Exposição O Equilíbrio do Eclipse, de Dito Pereira e Raffa Lima

Quando: Hoje, às 19h30. Até 2/11, de segunda a sexta, das 14h às 18h, ou com agendamento

Onde: Ateliê Lisa França (Rua Monsenhor Dr. Emílio José Salim, 118, Sousas, fone: 3258.1474).

Quanto: Entrada franca

Obs: O Ateliê fica aberto todo primeiro domingo do mês.

Retranca

Biblioteca recebe a mostra Exageros da Poesia

A Biblioteca Municipal Professor Ernesto Manoel Zink apresenta a mostra Exageros da Poesia, com caricaturas de diversos escritores brasileiros feitas pelo artista plástico Fabiano Carriero. A exposição, com apoio da Secretaria Municipal de Cultura, reúne 26 desenhos de 25 escritores brasileiros. Carlos Drummond de Andrade e Hilda Hilst estão entre os escritores retratados. A maioria dos registros se caracteriza pelo traço negro em fundo branco. A presença da cor pode ser notada nos detalhes das obras. Nascido em Campinas, Fabiano Carriero tem vários trabalhos selecionados pelo Salão Internacional de Humor de Piracicaba e conquistou o 1º lugar no 27º Salão de Humor de Volta Redonda, no Rio de Janeiro. Até 7 de novembro, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, na Biblioteca Professor Ernesto Manoel Zink (Rua Benjamin Constant, 1.633, Centro, fone: 2116-0423). Entrada franca. (DM/AAN)

Escrito por:

Delminda Aparecida Medeiros