Publicado 12 de Outubro de 2014 - 15h22

Por Alenita de Jesus

Campinas

Sete pessoas foram detidas em Campinas entre a noite de anteontem e manhã de ontem. Em cinco dos casos, os motoristas foram pegos em rodovias. Em dois deles, houve acidente de trânsito sem vítima. Dos sete casos, quatro foram flagrantes, mas os motoristas pagaram fiança de R$ 1 mil e vão responder por embriaguez ao volante em liberdade. Os flagras rolaram nas rodovias que cruzam Campinas – dois deles durante blitz da Polícia Rodoviária – e na região central da cidade.

O mecânico Valderes Dias Batista, 47 anos, que invadiu uma loja de gás no Jardim Flamboyante, em Campinas, no final da manhã de anteontem, não resistiu aos ferimentos e morreu no final da tarde na Unicamp. Eles estava com o comparsa Hélio Correa Meireles, que foi preso em flagrante. Os dois estavam em indulto do Dia das Crianças.

Uma mulher de 29 anos ficou ferida após o marido errar a saída da Rodovia Anhanguera para Valinhos, desviar da defensa e capotar, na madrugada de ontem, em Campinas. Ela sofreu ferimentos moderados e foi socorrida por populares a UPA de Valinhos, onde segue internada em observação. O marido sofreu ferimentos leves.

Um comerciante de 48 anos foi preso na madrugada de ontem depois de socar a namorada, uma comerciante de 34 anos, no Jardim do Lago, em Campinas. O motivo da briga não foi revelado e o bafão rolou na rua, com a ajuda da filha do homem, uma auxiliar administrativa de 25 anos. Pai e filha negam que bateram na mulher. Foi arbitrado fiança de R$ 5 mil, mas até ontem à tarde não tinha sido pago o montante.

Um pedreiro de 34 anos foi morto com golpes de ferro na cabeça anteontem à tarde no bairro Campo Belo 2, em Campinas. Reginaldo Barbosa Silva estava em frente a sua casa quando dois homens em uma Titan vermelha chegou e o agrediu com barras de ferro. Um irmão da vítima, de 18 anos, chegou a tentar ajudar o pedreiro, mas também ficou ferido. Segundo um parente, que não quis ser identificado, Silva teria discutido com uma pessoa pela manhã. O motivo da briga não foi revelado. Até ontem a tarde a família não sabia onde o corpo seria enterrado, já que são do Norte do País.

Um homem foi preso na madrugada de ontem após invadir um prédio em construção e tentar furtar cerca de 100 canos de PVC, no Jardim do Lago 2, em Campinas. O larápio foi flagrado por dois seguranças que trampam no local e foi pego quando pulava o muro de volta pra rua, com os objetos.

Um rapaz foi detido na manhã de ontem em Campinas após furtar a arma do padrasto, que é Guarda Municipal. Ele estava com um homem em Uno pelo Jardim Santana, perto da CPFL, quando foi pela Polícia Rodoviária, que suspeitou da atitude estranha dos ocupantes do carro. O rapaz, cujo nome não foi revelado, confessou o furto da arma e disse que a tinha trocado por drogas. Além disso, ele também revelou que havia assaltado pelos menos duas mulheres na Avenida John Boyd Dunlop. Até a tarde de ontem, as vítimas não tinham comparecido na delega.

Vinhedo

O presidiário Robson de Jesus Santos, 28 anos, queria dar um trago, mas como a pessoa que ele pediu o cigarro se recusou a lhe entregar, ele sacou uma faca e roubou o cigarro e, de quebra, tascou o celular da vítima. O bote rolou por volta das 6h da manhã de ontem no bairro Capela, em Vinhedo.

Santos estava na saidinha de indulto do Dia Das crianças e abordou uma auxiliar de limpeza de 41 anos que fumava no portão de sua casa. Ao pedir o cigarro, a mulher negou, momento que ele sacou uma faca e a obrigou a entregar o cigarro e também o celular. Em seguida ele correu. A mulher gritou por socorro e o pai dela, um motorista de 67 anos, e o vizinho ouviram os gritos e correram atrás do larápio que se escondeu em um matagal. A Polícia Militar (PM) foi acionada e conseguiu prendeu o mané. Apenas o celular foi recuperado. Santos foi responder por roubo e perdeu o direito de indulto.

Escrito por:

Alenita de Jesus