Publicado 13 de Outubro de 2014 - 5h30

Nada como uma seleção sem qualquer expressão no futebol mundial para conseguir a reabilitação. Três dias depois de jogar mal e perder para a Eslováquia por 2 a 1, a Espanha atuou como visitante novamente e teve pela frente a fraca e ingênua equipe de Luxemburgo. Sem dificuldades, a atual bicampeã continental aplicou uma goleada por 4 a 0, pela 3 rodada do Grupo C das Eliminatórias para a Eurocopa de 2016, que será na França.

O brasileiro naturalizado espanhol Diego Costa finalmente acabou com o jejum de gols com a camisa da Fúria. Em seu 7 jogo pelo país que escolheu defender, o atacante do Chelsea fez o terceiro gol da goleada. A Espanha, assim, está na 2 colocação do grupo com seis pontos, ao lado da Ucrânia, que derrotou a Macedônia por 1 a 0. A Eslováquia, que fez 3 a 1 na Bielo-Rússia, lidera a chave com nove pontos.

Apesar de ter sido muito criticado pela imprensa espanhola após a derrota para a Eslováquia, Diego Costa foi mais uma vez escalado como titular pelo técnico Vicente del Bosque. E, mesmo diante de uma defesa muito fraca, o sergipano escancarou a sua ansiedade. O jejum de gols pela Espanha fez mal à cabeça do jogador, que teve sete oportunidades para marcar no primeiro tempo e desperdiçou todas.

Foi só na segunda etapa, quando a Espanha já vencia por 2 a 0 (gols de David Silva e Paco Alcácer), que Diego Costa finalmente acabou com o seu problema. Em um bate-rebate na área de Luxemburgo, a bola sobrou para o goleador e ele chutou com firmeza. Depois, Bernat marcou o quarto gol dos espanhóis.

“Agora é vida nova”, afirmou Diego Costa, em tom de desabafo. “Estava me incomodando muito não conseguir marcar pela Espanha. Isso me chateava demais. Espero que as coisas melhorem para mim a partir de agora”, completou o atacante, artilheiro do Campeonato Inglês.