Publicado 12 de Outubro de 2014 - 5h30

Mesmo adversário. Mesma postura. Embora o placar da rodada anterior tenha sido desfavorável, o técnico do Red Bull, Maurício Barbieri, promete manter a postura ofensiva da equipe campineira no reencontro de hoje diante do Santo André, às 10h, desta vez no Moisés Lucarelli. O duelo, válido pela 4 rodada da 2 fase da Copa Paulista, pode ser decisivo para o futuro do Toro Loko na competição: está com 4 pontos em três partidas, atrás do líder Rio Branco, que ontem empatou com Batatais por 2 a 2, em Americana, e foi a 10.

A derrota por 1 a 0 sofrida na última terça-feira, no ABC, deixou Barbieri preocupado com a queda de rendimento do Red Bull, após a boa atuação diante do Batatais na segunda rodada. O treinador campineiro, que segue à risca a proposta ofensiva que virou marca registrada da franquia que comanda, viu seus comandados sofrerem bastante para ultrapassar a barreira imposta pelo Santo André, que ainda soube aproveitar as chances que teve para liquidar a partida. Barbieri, no entanto, acredita que a equipe conseguirá reverter a derrota se desta vez não vacilar nas finalizações. “No jogo de terça-feira, criamos inúmeras chances e estávamos conseguindo implantar o nosso estilo de jogo. Mas eles nos estudaram e souberam anular bem as nossas investidas. Quando perdemos um jogador, ficou ainda mais fácil para eles”, avaliou o treinador, referindo-se à expulsão do volante Mayaro no 2 tempo, o que obrigou a equipe a recuar e a segurar as investidas do adversário até o final do confronto. Por isso, Barbieri achou justo o placar construído por uma equipe que “que precisava da vitória em casa para evitar a eliminação precoce”.

Com apenas quatro dias para treinar antes do novo compromisso diante do Santo André, Barbieri sabe que não poderá realizar mudanças bruscas na maneira de a equipe jogar — algo que sempre esteve longe de sua filosofia de trabalho. “A derrota não alterou a nossa posição na tabela e agora jogaremos em casa. Não podemos nos desesperar e fazer loucuras de uma partida para outra só porque perdemos. Se mantivermos a mesma postura e acertar na hora de concluir a vitória virá naturalmente”, explicou Barbieri. (Henrique Nunes/AAN)