Publicado 15 de Outubro de 2014 - 17h26

Por Maria Teresa Costa

represa, areia branca, vazia, seca, falta de água, santa bárbara

Edu Fortes/AAN

represa, areia branca, vazia, seca, falta de água, santa bárbara

Santa Bárbara d'Oeste  (SP) vai dar desconto de 30% na conta de água dos consumidores que economizarem 20% de água para tentar conter o consumo e evitar que a cidade tenha que adotar o racionamento. Segundo o Departamento de Água e Esgoto (DAE), houve queda drástica no nível das represas Areia Branca, São Luíz e Cillos, que estão operando com apenas 25% da capacidade.

A represa Areia Branca, que era considerada um oásis de garantia de água entre as cidades da região está seca, e sobraram poucas lagoas e muitas pedras e galhos à mostra. O solo rachado expõe a situação crítica do reservatório, o maior da cidade.

 

Cenário

 

O baixo volume de água da represa trouxe à tona situações inusitadas. Além da vegetação e pedras, uma estrada que foi submersa para a construção da represa e até a carcaça de um caminhão-pipa voltaram à superfície, retratando a situação dramática do que já foi um local com água em abundância.

"Temos monitorado diariamente as represas e acompanhado os níveis resultantes da demanda de captação. A alta temperatura e a estiagem prolongada resultam em grande demanda de água para o abastecimento público, além de perda pelo processo de evaporação. É fundamental que a população tenha a percepção de que se não reduzirmos o desperdício e a estiagem se prolongar sem chuvas significativas nos meses de outubro e novembro, teremos que adotar medidas de precaução para garantirmos o abastecimento", disse o diretor do DAE, Rafael Piovezan.

 

Veja também

Escrito por:

Maria Teresa Costa