Publicado 14 de Outubro de 2014 - 20h40

Por Renê Moreira

O Ministério Público pediu agilidade da Justiça nos quatro processos que envolvem suspeitas de fraudes em licitações na Prefeitura de Franca (SP). Duas das ações civis públicas estão em fase inicial no judiciário, enquanto que as outras duas já se encontram em fase de instrução.

Todas elas foram movidas pelo promotor Paulo César Correa Borges que, apesar de ter se utilizado dos recursos legais para agilizar os trâmites, diz não ter previsão sobre quando deve sair uma decisão da Justiça. "Isso vai depender do judiciário, o que fizemos foi nossa parte de apurar e apresentar a denúncia", disse.

As investigações apontam uma fraude de R$ 2,3 milhões em licitações e o principal acusado preside justamente a comissão que cuida desse setor na administração municipal, Sérgio Gerbasi. Ele não se manifestou sobre a denúncia após a divulgação do caso, mas ao Ministério Público negou tudo. Já a prefeitura informou que não se manifestará a esse respeito.

Escrito por:

Renê Moreira