Publicado 14 de Outubro de 2014 - 5h00

Larvas do mosquito Aedes aegypti, transmissor do vírus da dengue

Divulgação

Larvas do mosquito Aedes aegypti, transmissor do vírus da dengue

O Departamento de Vigilância em Saúde de Vinhedo (SP) realizou na cidade a Avaliação de Densidade Larvária, para combater o mosquito da dengue. Os trabalhos tiveram a duração de 15 dias e foram concluídos na última sexta sexta-feira (10). O trabalho avalia os níveis de infestação de larvas do mosquito Aedes aegypti de uma determinada área geográfica e norteia as medidas de controle e combate à dengue.

A Avaliação de Densidade Larvária é a atividade desenvolvida em campo para determinar os índices entomológicos (entomologia é a ciência que estuda os insetos sob todos os seus aspectos e relações com o homem, as plantas, os animais e o meio-ambiente) que indicam a situação da infestação de formas imaturas de larvas e pupas e os tipos de recipiente predominante.

Os técnicos de Zoonoses da Prefeitura de Vinhedo percorreram 1.200 residências da cidade, sorteadas aleatoriamente, eliminando os criadouros quando existentes e coletando dados para avaliar três aspectos:

· Índice de Infestação Predial: é a relação expressa em porcentagem entre o número de imóveis positivos e o número de imóveis pesquisado;

· Índice de Tipo de Recipientes: indica a proporção de recipientes positivos por tipo de criadouro. No final da Avaliação se tem os dados de quais são os criadouros predominantes no município e nos bairros, facilitando o planejamento de ações de eliminação de criadouros para cada região, e.

· Índice de Breteau: que estabelece a relação entre recipientes positivos e imóveis.

Daqui a 15 dias aproximadamente serão concluídas as análises desse trabalho, que visa eliminar criadouros do mosquito Aedes aegypti, que transmite a dengue, antes da chegada da temporada de chuvas. A ação é um compromisso da cidade com o Ministério da Saúde, Sucen (Superintendência de Controle de Endemias) e Secretaria de estado da Saúde e é realizado três vezes por ano, nos meses de janeiro, julho e outubro.

Para evitar a epidemia a dengue, a Prefeitura também tem realizado o Mutirão de Limpeza, onde o morador é incentivado a descartar objetos inservíveis que podem acumular água e se tornar criadouro do mosquito da dengue.