Publicado 15 de Outubro de 2014 - 14h11

Por France Press

Jogador alcança bandeira que sobreoava o campo com bandeira adversária

France Press

Jogador alcança bandeira que sobreoava o campo com bandeira adversária

A partida válida pelas eliminatórias da Eurocopa-2016 entre Sérvia e Albânia, considerada de alto risco por conta de tensões históricas entre os dois países, foi suspensa pouco antes do intervalo devido a incidentes que provocaram uma briga entre jogadores, nesta terça-feira (14) em Belgrado.

A confusão começou quando um drone, provavelmente guiado por alguém de fora do estádio, sobrevoou o campo exibindo uma bandeira albanesa pouco antes do intervalo da partida. Ela foi arrancada pelo meia sérvio Mitrovic.

Os jogadores albaneses não gostaram da atitude do adversário e partiram para cima do jogador, desencadeando um tumulto generalizado entre os atletas das duas seleções. Durante a confusão, alguns torcedores invadiram o campo.

Em seguida, a torcida sérvia que permaneceu nas arquibancadas jogou sinalizadores e outros objetos no gramado.

Sem condições de segurança para reiniciar o jogo, o árbitro e o delegado da partida decidiram suspender o duelo.

A bandeira que deu início ao tumulto representava a "Grande Albânia", um projeto nacionalista que tem como objetivo reunir em um mesmo Estado os comunidades albanesas da Albânia, do Kosovo, de Montenegro, da Macedônia, da Grécia e do sul da Sérvia.

O incidente aconteceu dias antes da visita oficial do primeiro-ministro albanês, Edi Rama, a Belgrado, o que não acontecis há 70 anos.

Na noite desta terça-feira, o governo albanês manifestou preocupação com a briga em Belgrado e afirmou ter entrado em contato com o Ministério sérvio do Interior.

"O governo sérvio assume a responsabilidade pela segurança, a vida e a saúde dos jogadores da delegação albanesa presentes no estádio", prometeu o ministro do Interior albanês, Saimir Tahiri.

Em Pristina, capital do Kosovo, cerca de 5.000 albaneses que acompanhavam o jogo num telão, no centro da cidade, comemoram o tumulto na partida ao gritos de "Grande Albânia!" e "Vitória!".

A Federação Sérvia de Futebol (FSS) tinha decidido no domingo que o clássico balcânico seria disputado sem a presença da torcida visitante, por motivos de segurança.

Albânia e Sérvia mantêm relações tensas por conta do conflito recente no Kosovo, ex-província sérvia, mas de população majoritariamente albanesa. O Kosovo proclamou sua independência de forma unilateral em 2008, mas os sérvios denunciam o projeto de criação da "Grande Albânia".

Escrito por:

France Press