Publicado 15 de Outubro de 2014 - 10h49

Por Agência Estado

Jules Bianchi, Fórmula 1, Acidente, Francês, Piloto, Japão

France Press

Jules Bianchi, Fórmula 1, Acidente, Francês, Piloto, Japão

A Marussia divulgou novo comunicado oficial sobre o acidente de Jules Bianchi nesta quarta-feira (15), mas desta vez não foi para falar sobre as condições do piloto. A equipe comentou sobre as especulações de parte da imprensa europeia sobre uma possível negligência e garantiu que não teve qualquer contribuição para a forte batida ocorrida no GP do Japão, que mantém o francês internado em estado grave.

A Marussia desmentiu as notícias de que teria pedido a Bianchi que ignorasse as bandeiras amarelas no Circuito de Suzuka e seguisse a plena velocidade mesmo em meio a condições adversas, como a pista molhada e a falta de visibilidade. A equipe garantiu que estas acusações são "completamente falsas".

"Em um momento no qual seu piloto está gravemente ferido no hospital e a equipe deixou claro que sua maior prioridade é a consideração com Jules e sua família, (a Marussia) está consternada de ter que responder a rumores e imprecisões profundamente perturbadoras a respeito das circunstâncias do acidente de Jules", afirmou a equipe.

Ainda no comunicado, a Marussia revelou que cedeu todos os dados de telemetria do carro de Bianchi, que indicaram que o francês reduziu a velocidade na parte do circuito em que os fiscais mostraram a bandeira amarela. A escuderia ainda lembrou que Charlie Whiting, diretor de prova da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), examinou os dados e confirmou a redução de velocidade do carro do piloto.

Por fim, a Marussia lamentou o estado físico do piloto, que segue "crítico, mas estável", como apontou a própria equipe na última terça-feira. "Tem sido necessário superar uma série de desafios médicos e a situação segue sendo um desafio", apontou o comunicado.

Na reta final do GP do Japão, realizado no último dia 5, Bianchi perdeu o controle do seu carro na curva sete, escapou da pista e se chocou com o trator que retirava a Sauber do alemão Adrian Sutil, que sofreu acidente na volta anterior da prova. O impacto da batida causou graves lesões cerebrais no francês, que precisou passar por cirurgia no mesmo dia e desde então segue internado em estado crítico.

Escrito por:

Agência Estado