Publicado 15 de Outubro de 2014 - 16h47

Hospital Municipal de Cubatão

Divulgação

Hospital Municipal de Cubatão

Após dormir ao volante, um motorista colidiu na manhã desta quarta-feira (15) contra duas bicicletas na Rodovia Imigrantes, que liga a Capital ao Litoral. Um homem morreu e outras três pessoas ficaram feridas.

Entre as vítimas estão duas crianças. Elas foram socorridas e permanecem em estado grave. O acidente foi registrado no km 60 da rodovia, no sentido do Litoral, em Cubatão (SP).

 

No acostamento

Segundo a Polícia Rodoviária, o motorista perdeu o controle próximo ao bairro da Vila Esperança. O carro desgovernado atingiu o guard-rail e depois as vítimas, que estavam no acostamento junto das bicicletas, aguardando para atravessar a pista. Ele foi preso em flagrante e submetido ao teste do bafômetro, cujo resultado ainda não foi divulgado.

Aos policiais ele afirmou que vinha do Rio de Janeiro para o enterro de sua avó, em Santos. Ele contou que estava muito cansado e que cochilou ao volante.

O tenente da Polícia Militar Rodoviária Maurício Bijarta disse que o condutor do veículo responderá por homicídio culposo (que não tem intenção de matar). “Ele disse que vinha de Petrópolis (RJ). Como saiu por volta de meia-noite, dirigiu a madrugada inteira e afirmou que dormiu na pista”.

Antes de ser conduzido à delegacia sede de Cubatão, o motorista passou pelo Pronto Socorro (PS) da cidade, pois se encontrava em estado de choque.

 

Vítimas

O corpo da vítima fatal permaneceu no local do acidente para o trabalho da perícia e depois foi levado ao IML (Instituto Médico Legal). Trata-se de um homem de aproximadamente 40 anos, que ainda não foi identificado pela polícia.

Uma das crianças atingidas tem 3 anos e foi levada para o Hospital Municipal de Cubatão, onde permanece na UTI (Unidade de Terapia Intensiva). A irmã dela, de 6 anos, foi socorrida inconsciente e levada para a Santa Casa de Santos. Ela também está internada na UTI.

O pai das duas meninas teve uma fratura grave na perna e precisará passar por cirurgia. Ele estava a caminho do trabalho e conduzia uma filha na garupa e outra no cano da bicicleta. Como elas não tinham aula, em virtude do Dia dos Professores, o pai as levava para a casa da avó.