Publicado 15 de Outubro de 2014 - 10h15

Por Agência Estado

O Departamento de Operação do Sistema Viário (DSV) da Prefeitura decidiu liberar a circulação de caminhões-pipa que solicitarem autorização para entrar no centro expandido da cidade a qualquer horário do dia. 

Esses veículos só podiam entrar em determinadas regiões depois das 22h, por causa das regras de restrição ao tráfego de caminhões em vigor nas vias da capital.

A flexibilização já era feita para atendimento de escolas e hospitais em situação de emergência - mas desde que a falta de água fosse confirmada com a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). Agora, a confirmação será relaxada e será liberada a circulação para atendimento de outras empresas.

Segundo a Prefeitura, dependendo de como a crise evoluir, a administração poderá ainda retirar a necessidade de pedido de autorização de circulação para esses veículos.

Transportadoras de água vinham relatando dificuldades para operar na capital. "Nas últimas semanas, tivemos 300% de aumento no número de pedidos de novos clientes", disse a atendente Rita Passos, de 37 anos, de uma empresa de transporte de água da região metropolitana. "Mas nós não temos como atender a essa demanda. Parte é por causa das nossas próprias limitações de produção. Mas parte é porque temos de esperar até as 22 horas para entrar na cidade", afirma.

Listas de espera

Empresas do setor afirmam que estão deixando de atender a pedidos por causa do crescimento da demanda e das restrições, ou criando listas de espera para clientes.

Escrito por:

Agência Estado