Publicado 14 de Outubro de 2014 - 18h40

Ex-prefeito, Tatuí, condenado, Justiça, Luiz Gonzaga Vieira de Camargo

Divulgação

Ex-prefeito, Tatuí, condenado, Justiça, Luiz Gonzaga Vieira de Camargo

O juiz Miguel Alexandre Corrêa França, da 1ª Vara Cível de Tatuí, na região de Sorocaba, condenou o ex-prefeito local Luiz Gonzaga Vieira de Camargo (PSDB) por improbidade administrativa.

A sentença foi definida no dia 30 de setembro último com base nos laudos da investigação que durou cerca de seis meses, mas só nesta terça-feira (14) foi anunciada oficialmente pelo Fórum da cidade.

A condenação prevê suspensão de direitos políticos por três anos, multa no valor de um ano de salário de prefeito, com juros e correção, além da proibição de relação com o poder público por três anos.

O ex-prefeito é acusado de ter gasto com outras despesas parte dos recursos destinados à construção Centro de Especialidades Médicas. Ele teria usado R$ 217 mil para pagar funcionários do município.

Como é uma decisão em primeira instância, o ex-prefeito afirmou que vai recorrer e negou que tenha usado indevidamente o dinheiro. Segundo ele, o prédio custou menos do que estava previsto.

A administração comprou imóvel no valor de R$ 2 milhões para fazer o centro. Mas ele teria custado R$ 1,8 milhão. Para o juiz, isto não se confirma porque o uso do dinheiro foi antes da conclusão do prédio.